Deixe-se Guiar Pela Vontade Divina no Seu Trabalho de Difusão

As Igrejas se preocupam algumas vezes quando, contrariando as expectativas, a difusão se processa com lentidão. Ao invés de aguardar pacientemente, procuram promover atividades empregando métodos coercitivos. Não raro, os que confiam apenas no, julgamento humano malogram em seus esforços para que os outros compreendam as finalidades da Igreja Messiânica Mundial. Esquecem-se de que o seu próprio desenvolvimento espiritual tem uma importância primordial, e que a Obra deve ser entregue à direção Divina. Quando os trabalhos são dirigidos por Deus, não há perigos.

Desde a antiguidade, a obra missionária tem sido repleta de sofrimentos. Especialmente no cristianismo, encontramos muitos casos de martírios. Os seus missionários desenvolveram grandes esforços para propagar os ensinamentos de Jesus, alguns deles arriscando a vida em regiões incultas, como em certas partes da África. Isso, na verdade, denota um espírito de valentia, mas muitos sofreram e se imolaram sem necessidade.

A história religiosa, tão rica em relatos sobre privações, difundiu a ideia de que o sofrimento é inevitável. Há membros da Igreja Messiânica Mundial que se esforçam excessivamente, procurando cumprir a sua parte. Quanto mais se esforçam, mais se submetem a experiências decepcionantes.Os métodos de coerção e de excessivo zelo foram empregados durante a Era das Trevas. A Igreja Messiânica Mundial pertence à Era da Luz. Os profetas do passado vaticinaram o advento do Paraíso na Terra, mas não indicaram de que modo ele se realizaria. A Igreja Messiânica Mundial dedica-se com a finalidade de concretizá-lo.

Encontramo-nos agora no alvorecer da Nova Era, e é chegada a hora de desempenharmos a nossa parte como colaboradores de Deus, contribuindo para a realização de Seu Plano e para o estabelecimento de um mundo ideal, no qual prevalecerão o amor, a compreensão e a felicidade. Essa mudança, porém, deve antes ocorrer na mente e no coração do homem. Cada qual deve estabelecer dentro de si um estado de espírito celestial e feliz. Esse estado refletir-se-á então na família, na vizinhança e no país. Com o tempo, espelhar-se-á pelo mundo e o Paraíso na Terra se tornará uma realidade.

Nada há de paradisíaco na laboriosidade e no sofrimento. Quando da ministração do Johrei, por exemplo, há lares aos quais nos dirigimos com prazer e somos abençoados com maravilhosos resultados. Mas, pode haver outros aos quais nos dirigimos com uma sensação de relutância, obtendo poucos resultados. Se não pudermos ir com um espírito de animação e alegria, será preferível não irmos. Mas isso não deve ser nunca uma questão de decisão pessoal. Depois de alcançarmos um certo grau de consciência espiritual, devemos sempre procurar a orientação Divina. O esforço, algumas vezes impulsivo, produz tensões em nós e nos outros. É bom fazer planos. Nada de valioso podemos realizar sem eles, mas muitas vezes tentamos forçar a sua realização, alcançando apenas resultados adversos. Quando somos guiados pelas Leis Divinas e não pelo intelecto humano, o nosso progresso é rápido e supera todas as possíveis expectativas.

Confiante nessa verdade, quando algo não está correndo bem, detenho-me e entrego tudo a Deus. Quando retorno aos mesmos assuntos, depois de algum tempo, tudo caminha favoravelmente.

Devemos seguir esse princípio na Igreja Messiânica Mundial. Ele se converterá num simples caminho de vida dirigido pelo Céu.

Por Meishu-Sama 

Os Novos Tempos 

691 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário