António Pedro Thaiwane Novela – JC Matola 700 – Moçambique
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Chamo-me António Pedro Thaiwane Novela, tenho 33 anos de idade. Sou membro da igreja, dedicante do Johrei Center da Matola 700.

Conheci a Igreja Messiânica em 2005 por intermédio da minha tia, membro da Igreja. No mesmo ano me tornei membro. O motivo que me levou a conhecer a igreja foi por curiosidade. No mês de Março do corrente ano, visitei as campas dos meus avós na Província de Inhambane. Chegando lá, me hospedei em casa da minha irmã.

No dia seguinte, partimos para o local onde se encontram as campas dos meus avós. Pelo caminho, nos encontramos com o pastor de uma outra igreja, onde meu pai rezava. Ele cumprimentou a minha irmã e olhando pra mim perguntou: ” Esse é o teu irmão?” Ela respondeu que sim, e ele disse: ” Eu o conheço! Ele é muito parecido com o pai!” E entregou-me a foto do meu pai.  Fiquei muito feliz, porque era a primeira vez a conhecer o meu pai depois de 33 anos! Isso devido a ele ter partido para o mundo espiritual no mesmo ano que nasci e minha mãe não tinha nem se quer uma foto dele, pois tudo foi destruído no tempo da guerra! Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama recebi essa bênção!

A outra experiência que tenho a compartilhar com os irmãos está relacionada com a fé e confiança no Supremo Deus e no Messias Meishu-Sama.

Depois da dedicação nas campas dos meus avós, distribuímos muitas flores de luz. No dia seguinte, fui visitar a cunhada da minha irmã que vive bem próximo da casa dela, a uma distância de 200 metros. Chegando lá, conversei com ela e relatou-me que está doente há mais de 10 anos. Sentia uma pontada no coração que não passava, dores nos pés, não conseguia andar, dormia com as pernas dobradas por não conseguir esticá-las e passava as noites em claro. Disse ainda que a vontade dela era de se suicidar, porque já estava cansada de tanto sofrimento. Depois de lhe ouvir atentamente, eu disse: ” Vou preparar algumas flores e volto para lhe fazer oração!”. Ela aceitou! Voltei para casa da minha irmã, fiz 3 flores e 10 minutos depois retornei para a casa dela junto com minha noiva, mas, não lhe encontramos! Fiquei admirado e questionei-me: ” Onde foi a pessoa que nem consegue andar perfeitamente?” Voltamos para casa quando eram 14 horas e às 15 horas fui de novo, sozinho. Quando cheguei lá, não lhe encontrei. Mais uma vez, fiquei muito admirado e agradeci. Quando eram 18 horas, fui de novo e finalmente lhe encontrei, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama. Perguntei: ” Onde a senhora estava, se mal conseguia se locomover?” Ela respondeu: “Eu não sei porquê, mas, tive uma vontade de levantar, andar e não voltar mais pra casa!” Ofereci-lhe flores e lhe disse para colocar em casa.

Pedi para entrar e fazer oração.  Percebi que ela havia deixado todas as flores no mesmo local e lhe orientei onde poderia colocar. Para o meu espanto, em um dos locais onde indiquei, haviam dois tambores e pedi para que afastasse para colocar a flor. Quando afastou, tinha um prato com uma faca e outras coisas que não consegui identificar. Antes que eu perguntasse, ela disse: ” Esse prato é dos meus espíritos!” e eu disse: “Pode colocar a flor aí, para receberem a luz!”, e assim o fez.

Entoei a oração Amatsu-Norito e sentei para lhe ministrar Johrei. Após 5 Minutos, incorporou um espírito muito nervoso que perguntou: “Quem é você?” E respondi que era instrumento de Meishu-Sama. Zangado, o espírito disse “Vieste para nos mandar embora, não é? Entrega a minha faca e vou embora!”. Eu respondi que não sabia nada de faca e que apenas vim fazer oração para a senhora. Ele continuou falando: “Não quero que você faça oração pra ela porque você está a nos expulsar!”. Eu não respondi mais nada. Ele continuou a falar de tal forma que se eu não tivesse fé em Deus, abandonava a senhora incorporada. Mas, naquele momento lembrei-me de um ensinamento de Meishu-Sama que diz: “Não temam as trevas!”. Fiquei fortalecido e peguei o telemóvel, chamei o meu cunhado que veio com minha irmã. Quando chegaram, ouviram o que o espírito estava a falar e ficaram assustados. Após o espírito ir embora, meu cunhado e minha irmã zangaram-se bastante comigo, alegando que eu não podia ter ido fazer oração pra ela e que assim eu havia provocado problemas. Eu respondi: ” Não falem comigo agora, porque estou a cumprir a missão de Deus!” Continuei ministrando Johrei e 30 minutos depois, incorporou outro espírito e perguntou quem eu era. Respondi que era instrumento de Meishu-Sama e novamente perguntou o que eu tinha. Eu disse: Tenho Deus e o Messias Meishu-Sama dentro de mim!” De novo perguntou: “Quantas vezes você veio e não encontrou esta senhora aqui em casa?” Eu disse 3 vezes, e o espírito disse: “Eu é que levantei a senhora para ir embora comigo! Quando você veio dizer que voltava para fazer oração, eu estava a fugir porque vi que você tem algo que me incomoda, mas, não sei dizer o que é!” O espírito continuou: “Eu sou marido dela. O Avô paterno ofereceu-me desde pequena. Assim que você me encontrou, atrapalhou os meus planos porque estava pronto para lhe matar. Porque você veio pra aqui?” Eu disse: ” O Messias Meishu-Sama me enviou como seu instrumento para vir fazer oração pra ela!”

O espírito perguntou ao meu cunhado se não lhe conhecia ao que ele respondeu que sim. Perguntou ainda: “Onde está o meu boi e meu dinheiro que vocês fizeram acordo comigo?” O meu cunhado disse que estavam a organizar com toda a família. O espírito disse “Agradeçam a esse senhor que me encontrou. Não sei o que ele tem, porque tentei lhe fugir e não consegui.” Tudo que o meu cunhado falava, o espírito não aceitava, porque dizia que estava muito cansado de promessas da dívida que não pagavam porque ele trabalhou muito naquela família. No fim, disse para mim que daria um prazo de até ao próximo mês a essa família para pagar o que lhe devem.

Falei com o espírito que queria lhe encaminhar para um sítio muito bonito que é o paraíso. O espírito disse “Não posso ir agora, porque essa família me deve! Paguem as minhas coisas primeiras. Você é uma pessoa honesta!” Assim, aceitou e foi encaminhado para o Paraíso.

O meu cunhado e minha irmã agradeceram e se desculparam por terem se zangado no início. Agora eles recebem Johrei e fazem a flor de luz no Lar. No dia seguinte, a senhora acordou feliz e disse que dormiu bem e só acordou quando amanheceu e não sentia mais a pontada no coração e os pés dela melhoraram, o que não acontecia há muitos anos! Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama! ” Com isso, senti-me muito feliz também.

Agradeci bastante ao Supremo Deus e ao Messias Meishu-Sama pelo acontecimento.

Com essa experiência, aprendi que quando temos fé e confiança em Deus profundamente, ele consegue nos utilizar livremente como seus instrumentos, para cumprirmos a nossa missão!

Já me cadastrei, encaminhei muitas pessoas à fé Messiânica, estou integrado na rede da salvação, cuido de 7 casas no meu bairro, tenho horta caseira feita e já iniciei o donativo do Altar do Lar.

Aos Ministros, Missionários, Membros e Frequentadores o meu muito obrigado a todos!

Leia também: