Eliminação do Medo
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Conforme venho repetindo, nosso objetivo é a salvação da humanidade o que, em poucas palavras, significa eliminar da sociedade toda espécie de medo.

Evidentemente, os maiores medos do ser humano vêm a ser a doença, a pobreza e o conflito. Dentre os três, o principal, indiscutivelmente, é o medo da doença. Nada é mais ameaçador para o ser humano. Certamente, ninguém conseguirá estar livre dessa apreensão enquanto estiver vivo. O segundo medo é a pobreza, que, evidentemente, é motivada pela própria doença. E a realidade nos mostra que, por mais que a cultura se desenvolva, o medo da doença, ao invés de diminuir, tende a aumentar.

Diferentemente do passado, as pessoas de hoje têm muito medo dos micróbios, considerando-os causadores das doenças. Em vista disso, medidas consideradas adequadas estão sendo tomadas, tais como: exame de saúde, vacinação, radiografia, entre outras. Todos os estabelecimentos criados para prevenir as doenças, ou seja, postos de saúde, sanatórios, hospitais públicos e particulares etc., dispõem de muitas instalações. As imensas despesas e a mão de obra necessárias são incalculáveis, e o ónus imposto à população não é nada pequeno.

Em seguida, falaremos do medo da pobreza. Sua maior causa, conforme me referi, é a doença. A vultosa quantia empregada no tratamento de uma doença e o prejuízo gerado pela impossibilidade de trabalhar acarretam as maiores dificuldades económicas para os familiares. E tal situação piora quando o enfermo é o chefe da casa e vem a falecer. Isso certamente constitui uma das causas do significativo aumento da criminalidade após a guerra. Naturalmente, esse fato não deixa de ser uma consequência da guerra, cujos danos são passageiros; no entanto, a doença assume maior gravidade porque os malefícios que ela causa são permanentes.

O medo da guerra é um grande sofrimento que pode ser verificado claramente por meio da situação que a humanidade está enfrentando. Isto porque, devido aos graves atritos entre os Estados Unidos e a União Soviética, a situação chegou a um ponto em que uma guerra pode eclodir a qualquer momento. Além disso, nestes tempos em que existe uma arma terrível como a bomba atómica, até mesmo alguns cientistas dizem que, caso se inicie a Terceira Guerra Mundial, a destruição da humanidade será inevitável. Portanto, não é difícil imaginar que este seja o maior medo da humanidade na atualidade.

A eliminação desses três grandes medos é a importante tarefa imposta à humanidade. A bem da verdade, até hoje o ser humano viveu em um mundo de sofrimento ininterrupto. E, se realmente Deus existe, Seu incomensurável amor não permitirá que a humanidade permaneça por longo tempo nessa situação. Indubitavelmente, esta época de sofrimento terá fim e nascerá o Paraíso Terrestre, pleno de virtude e beleza. Absolutamente certos disso e imbuídos da mais inabalável convicção, estamos nos empenhando com força total. Que outro sentido poderia ter a profecia de Jesus Cristo sobre a chegada do Reino dos Céus a não ser a predição desse acontecimento?

Por tudo isso, estou convencido de que a verdadeira missão da religião é eliminar os três grandes medos aqui citados.

7 de janeiro de 1950

Leia também: