Rabia Savanguana
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Chamo-me Rabia Simone Savanguana e sou frequentadora.

Tive o primeiro contacto com o Johrei no dia 12 de Abril de 2020, através da minha tia, missionária da Igreja.                                  Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja foram: doença, conflitos e problemas financeiros.

Eu era empresária estável e quando tudo desmoronou, sem me aperceber, vi-me envolvida num infernal conflito familiar.

Devido a tais conflitos, fiquei anos sem visitar a minha mãe, pois não nos falávamos. Retomei a minha vida, de facto, quando no dia 12 de Abril de 2020, a minha tia Ivone chamou-me para sua casa e perguntou-me sobre as razões que me levavam a não visitar a minha mãe. Relatei tudo o que estava a acontecer e depois de me ouvir atentamente, falou-me da sua Igreja, pois segundo ela tratava-se de uma Igreja que valia a pena frequentar, pois ajudaria bastante.

Eu abri o meu coração dizendo que havia bastante tempo  que queria mudar de Igreja e aceitava sim, ir à sua Igreja.

Ela começou a ministrar-me Johrei e ligou para a missionária da Unidade Religiosa da Zona Verde,  que fica próxima à minha casa.

No dia seguinte, a Missionária levou-me à Igreja, onde fui orientada a cumprir mais práticas básicas da fé Messiânica, como: Agricultura natural, o belo, limpeza do banheiro, a prática do donativo. Esforcei-me bastante em colocar em prática.

Decorridas 3 semanas, a minha vida transformou-se completamente. Eu tinha um terreno que queria vender há bastante tempo mas, não conseguia.

De repente, apareceu um comprador e deu-me de imediato todo o valor que havia marcado para a referida venda. Incrédula, liguei para a minha tia, entusiasmada, gritando: “Tia, recebi graças! Vendi o meu terreno! ”.

A minha tia, que é implacável nas práticas básicas da fé, chamou-me para a sua casa e entregou-me o envelope para que fizesse o meu dízimo, o qual fiz sem hesitar, na Unidade Religiosa, onde também materializei o Donativo para a outorga da Luz Divina. Graças à Deus e ao Messias Meishu-Sama.

A minha mãe chamou-me para informar que a mágoa que sentia para comigo passou e  já havia me perdoado.

Também tinha conflito com os meus filhos, dado que tenho uma casa arrendada numa das zonas nobres da cidade de Maputo e eles apoderavam-se de toda a renda, mesmo sabendo que por vezes eu ficava ás escuras por não ter dinheiro para comprar energia e ainda passava fome.

Graças ao empenho em na minha dedicação e obediência na orientação dada, este conflito está a cessar, já que os meus filhos que não me visitavam já me visitam e pediram um tempo para que eu passe a auferir na totalidade o valor da renda de casa. É uma transformação inexplicável e em tão pouco tempo!

Com esta experiência de fé, aprendi que o Johrei tem o poder de transformar as nossas vidas, basta nos entregarmos à Obra Divina e cumprir obedientemente as orientações dadas!

Entendi que eu fui escolhida para limpar as máculas da minha raiz familiar para que esta possa prosperar!

Como gratidão pelas graças recebidas, tornei-me membro para melhor servir na Obra Divina!

Agradeço à Deus e ao Messias Meishu-Sama por tudo que tem feito na minha vida!

A todos que partilharam deste relato de fé, muito obrigada!

Leia também: