Margarida António Martins

Chamo-me Margarida António Martins, 13244899_269915180024160_3993570609285088491_ntenho 35 anos de idade, resido no município de Belas, sou messiânica há 6 anos e dedico como auxiliar do Sohrei-Saishi, no Johrei Center Vila Verde – Camama.

Os motivos que levaram-me a ingressar na fé messiânica foram síndrome de pânico, insônia e mortes constantes na família.

Diante das frequentes mortes na família, de três à quatro pessoas por ano.  A perda de pessoas que muito amava, tornou-se o meu  maior pesadelo. O medo e a insônia criaram-me depressões fortes, que quase levaram-me a morte. Esta situação prevaleceu durante quatro anos.

Foi neste quadro de sofrimento, que conheci a irmã Filomena Gamba, a quem abri o meu coração que por sua vez, convidou-me a frequentar a igreja. Não hesitei e tomei a decisão de conhecer a fé messiânica.

Na Igreja, fui recebida pelo plantonista, que após ouvir-me atentamente, orientou-me a praticar o seguinte:

  • Receber bastante Johrei;
  • Manter a flor de luz em casa;
  • Dedicar na nave e no banheiro;
  • Assistir aos cultos;
  • Ler os Ensinamentos de Meishu- Sama;
  • Praticar a gratidão;
  • Peregrinar aos locais de maior luz da nossa igreja.

Não tive dificuldades em cumprir as orientações e em 15 dias o pânico e a insônia, foram ultrapassados.

Para manifestar a minha gratidão ao Supremo Deus e ao Messias Meishu-Sama, 30 dias depois, materializei o meu donativo de ingresso na fé e de outorga. Tornei-me membro no ano de 2011, para melhor servir a Obra Divina.

A experiência de fé que passo a relatar aos senhores, está relacionada com “o diário de gratidão familiar – servir com o Johrei, alimentação natural, flor, encaminhamento e o donativo especial de construção”.

Como membro, minha condição de vida não era das melhores e mais uma vez, dei a conhecer à responsável os maus momentos que estava a passar. Ela orientou-me a fazer o donativo especial de construção, para despertar os ancestrais e antepassados presos no egoismo e no apego. Não duvidei das sábias orientações da minha superior, sem vacilar, materializei o referido donativo e em poucos dias, fui surpreendida pelo meu chefe que ofereceu-me um computador portátil e pagou 6 meses do aluguel da minha casa. Não pude me conter de tanta alegria e materializei um donativo.

Outro milagre ocorreu em 2015, a responsável orientou-me a fazer o donativo de construção da segunda etapa da escola agrícola, novamente não vacilei, criei as condições para o efeito, valeu o esforço, pois a minha mãe foi salva de um acidente fatal quando viajava para a sua terra natal, afim de participar do ofício fúnebre de um familiar. A viatura em que seguia acidentou e na hora faleceram 9 pessoas e duas tiveram ferimentos graves. Minha mãe sobreviveu, graças a protecção de Deus e do Messias Meishu-Sama.

Após este acontecimento no mesmo ano (2015), outra graça bateu-me a porta. Certo dia, peregrinei ao Solo Sagrado de Cacuaco, recebi um telefonema da minha mãe, dizendo que a minha filha havia internado no Centro Hospitalar do Golf e que precisavam com urgência da minha presença porque carecia de uma transfusão de sangue. Naquele instante tranquilizei-me, fui ao altar e agradeci a purificação. No hospital, encontrei uma enorme multidão, pessoas com semblantes tristes, outros movimentando de um lado para o outro e quando cheguei a sala onde estava internada a minha filha, reparei que as mães que cuidavam dos seus filhos, também estavam profundamente tristes. Desapeguei da minha filha e pedi permissão a uma senhora ao lado para ministrar Johrei aos seus filhos acamados. Para a minha surpresa, no dia seguinte todas as crianças que receberam Johrei, tiveram alta, juntamente com a minha filha.

No mês de Fevereiro do ano em curso, a minha prima que vive em casa dos meus pais, internou no Hospital Geral de Luanda, estava em coma há 2 meses e 3 semanas, as esperanças de sobrevivência eram poucas. Diante disso, falei com uma outra prima e irmã da doente, sobre a fé messiânica e juntas confiarmos em Meishu-Sama. Rapidamente fomos ao Johrei Center, onde a responsável falou-lhe da importância de salvar os nossos antepassados que estavam presos naquela purificação, ministrou-lhe Johrei e como dedicação, orientou-me naquele momento a encaminhar pessoas na porta da igreja, fazer um donativo especial e levar a flor para a doente. Cumpri inteiramente as orientações, nesse dia em menos de 30 minutos encaminhei 13 pessoas de primeira vez. Já no hospital, permanecemos até as 4 horas da madrugada, foi então que o milagre aconteceu. Minha prima recuperou os sentidos, falou para as enfermeiras que precisava tomar banho. Caros irmãos, perante aquele milagre, a alegria da familia presente foi tão profunda, que todos se emocionaram. Os médicos disseram que ela tinha feito 10 transfusões de sangue, o que originou o surgimento de várias patologias, como paludismo e febre amarela. Depois que ela saiu do estado de coma, contou-nos que viajou para o Céu, lá encontrou muita gente vestida de roupa branca, falou para elas que queria morrer, porque o sofrimento era muito, mas apareceu um jovem, que disse-lhe:

– “Ainda não havia chegado o momento da tua morte.” – Não tardou apareceu a sua falecida mãe que colocou-lhe a mão na cabeça então ela despertou.

Minha prima que encaminhei à igreja, vendo a sua irmã salva, manifestou o desejo de viver em minha casa, porque considera que o ambiente espiritual é de luz, assim como deseja também continuar a frequentar a Igreja Messiânica juntamente com a sua irmã, ambas reconhecem que foi graças ao Messias Meishu-Sama e as práticas básicas da fé messiânica que o milagre aconteceu, pois as dúvidas que pairavam na família acabaram.

As graças não pararam por aí, Deus e Meishu-Sama propiciaram ainda as seguintes mudanças:

  • No passado mês de Setembro, ganhei a permissão de servir ao lado da responsável, no Núcleo de Johrei Beth-3. Nesse dia, nos arredores do Núcleo não se via movimento de pessoas e quando pedi permissão à Meishu-Sama para o encaminhamento de pessoas pela primeira vez, no ínicio foi aparecendo um aqui, dois acolá e surprendentemente surgiu uma multidão, o que tornou a dedicação mais fácil, pois foram 52 pessoas no total que receberam Johrei pela primeira vez. Aprendi que para o êxito dessa missão, devemos em primeiro lugar mentalizar Deus e Meishu-Sama.
  • Duas irmãs minhas, uma vivia há quatro anos no regime de arrendamento e a outra vivia maritalmente em casa da sua sogra durante 8 anos, hoje, ambas têm casa própria e pela graça divina, uma tem data de casamento marcada para o mês de Novembro.
  • Três irmãos meus, um que está a fazer o 1º ano da faculdade no curso de Engenharia Informática, foi agraciado com um estágio, com direito a remuneração e garantia de emprego. Os outros dois ganharam bolsas de estudo para a Rússia.
  • Uma prima casou em Dezembro do ano passado com um cidadão Cabo Verdiano e neste momento vivem em Portugal, cidade do Porto. Uma outra prima, ganhou uma bolsa de estudo para França financiada pela Sonangol, com garantia de emprego na mesma empresa.
  • Minha filha melhorou do problema de assimilação escolar, bem como a sua caligrafia.
  • Hoje minha família vive em perfeita harmonia e as mortes constantes terminaram por completo.

Aprendi que graças a minha dedicação sincera e principalmente, o meu sonen, consegui ser instrumento do Messias para a transformação da vida dessas pessoas.

Diante de tantas graças recebidas, meu objectivo é continuar firme na fé messiânica, seguindo os passos de Meishu-Sama, empenhando-me cada dia, para tornar muitas pessoas felizes.

Com a permissão do Supremo Deus e o Messias Meishu Sama e os meus antepassados, encaminhei várias pessoas à fé messiânica, das quais 4 tiveram a graça de tornarem-se membros. Faço o donativo diário, o dízimo, donativo de construção, participo nas campanhas de limpeza e de distribuição de flores, no encaminhamento e peregrino aos locais de maior luz da nossa igreja. Cuido actualmente das casas dos meus irmãos e primas.                                        

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama, aos meus antepassados, aos ministros, responsáveis, membros, frequentadores, a minha família, e a todos que me ajudaram neste processo de transformação.

Muito Obrigado!

84 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário