Filosofia da Salvação

Em agosto de 1995, em plena preparação para a inauguração do Solo Sagrado de Guarapiranga, o reverendíssimo Tetsuo Watanabe, na época presidente da IMMB, recebeu em seu gabinete, em São Paulo, o acadêmico inglês Dr. Peter Clarke, importante pesquisador e professor emérito de história e sociologia das religiões do renomado King’s College da Universidade de Londres. Na ocasião, o pesquisador, interessado na doutrina de Meishu-Sama e com grande admiração pelo extraordinário crescimento da Igreja no Brasil, queria saber o motivo dessa expansão e pediu para que o reverendíssimo Tetsuo Watanabe definisse a missão da Igreja Messiânica Mundial em três minutos. O texto abaixo é uma síntese da filosofia messiânica, baseada nos Ensinamentos de Meishu-Sama, apresentada por ele naquele dia.

  “Ao longo de três mil anos, a humanidade veio se afastando cada vez mais da lei da Natureza, que é a Lei do Universo, a Vontade de Deus, a Verdade. Movido pelo materialismo, que o faz acreditar apenas naquilo que vê, e pelo egoísmo, que o leva a agir de acordo com sua própria conveniência, o homem tornou-se prisioneiro de uma ambição desmedida e inconsequente e vem destruindo o equilíbrio do planeta, criando para si e o seu semelhante, desarmonia e infelicidade.  As graves consequências do desrespeito às Leis Naturais podem ser verificadas na agricultura, na medicina, na saúde, na educação, na arte, no meio ambiente, na política, na economia e em todos os demais campos da actividade humana. Essa situação já chegou ao seu limite. Se continuar a agir assim, é certo que o homem acabará por destruir o planeta e a si mesmo.  Mokitchi Okada fundou a Igreja Messiânica Mundial com o objectivo de despertar a humanidade, alertando-a para essa triste realidade. A filosofia messiânica cultiva o espiritualismo e o altruísmo, faz o homem crer no invisível e ensina que existem espírito e sentimento não só no ser humano, mas também nos animais, nos vegetais e nos demais seres.  A difusão do Johrei, o desenvolvimento da Agricultura Natural e a divulgação do Belo são práticas básicas da filosofia de Mokitchi Okada, capazes de transformar as pessoas materialistas em espiritualistas e as egoístas em altruístas, restituindo ao planeta o seu equilíbrio original. O seu objectivo final é reconduzir a humanidade a uma vida assente na Lei da Natureza e construir uma nova civilização alicerçada na verdadeira saúde, na prosperidade e na paz”.