Prefácio do Livro a “Criação da Civilização”

Este volume é inédito na História. Em síntese, ele pode ser considerado como o Plano para a Construção do Mundo da Nova Civilização; constitui também as “Boas-Novas do Reino dos Céus” e, ainda, a “Bíblia do Século XXI”. Isso porque a civilização actual não é uma civilização autêntica, mas apenas provisória, até ao nascimento da nova e verdadeira civilização. As referências bíblicas sobre o “Fim do Mundo” ou “Fim dos Tempos” significa o fim dessa civilização provisória. A profecia “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, em testemunho a todas as nações. Então vira o fim[1] também se refere à difusão deste volume. Na Bíblia estão colectados os ensinamentos de Cristo, mas o presente volume é a revelação directa de Jeová, a quem Jesus Cristo se referiu repetidamente, chamando de “Pai do Céu”. Jesus Cristo, também disse: “Arrependei-vos, porque está próximo o Reino dos Céus”. Analisando essa passagem, fica claro que não seria, Jesus Cristo, quem iria construir o Reino dos Céus, e sim, alguém que viria em tempos posteriores. Eu não digo que o Reino dos Céus está próximo, porque já chegou o tempo da sua concretização.

Actualmente, empenho-me na preparação das bases para a construção do Reino dos Céus. É um trabalho feito ainda em pequena escala, mas está a desenvolver-se com prodigiosa rapidez e em todos os sentidos. É um assombro. Surgem milagres após milagres, razão pela qual os homens estão maravilhados. Analisando isso detalhadamente, evidencia-se que há centenas de milhares de anos atrás tudo já foi cuidadosamente preparado por Deus, com todos os pormenores, sem nenhuma omissão. Isso pode ser percebido claramente, mas a sua base consiste no balanço geral da velha civilização, e no planeamento da nova civilização. Com esse objectivo, faço uma profunda exposição da teoria, comprovada através dos factos reais.

O primeiro ponto importante que precisa ser esclarecido é que, na velha civilização, dominava a força do mal; a força do bem era extremamente fraca. Como finalmente chegou o tempo, agora inverte-se a situação e o mundo ingressa, aqui na fase de efectivação do Reino dos Céus na Terra. Entretanto, em relação a isso, há um gravíssimo problema: a velha civilização, logicamente, deve sofrer um acerto de contas geral. Os pecados e as impurezas resultantes do mal acumulado durante longo tempo, terão de ser eliminados. É uma ampla acção purificadora, de âmbito mundial. Sendo assim, o número de vítimas será tão grande que a imaginação talvez nem possa alcançar. Evidentemente isso é o “Juízo Final”, e não há nada que possa evitá-lo. Deus, porém, com o Seu grande amor, empenhado em salvar o maior número possível de pessoas, escolheu-me para executar essa obra grandiosa, da qual o presente livro constitui o prelúdio. Desejo, pois, que o leiam com a mente voltada para esse facto.

Com o término do “Juízo Final”, terá início a construção do Novo Mundo. Entretanto, a mudança de toda a cultura, nessa fase de transição, constituirá um acontecimento inédito, além da imaginação do homem. Apontando em primeiro lugar os equívocos existentes na velha civilização, este livro oferece as directrizes para a criação da nova civilização. Isto será explanado com todos os detalhes. Para aqueles que vão ler, é o mesmo que ter a corda da salvação à frente dos seus olhos; se a agarrarem imediatamente, serão salvos. Aqueles que não o fizerem, é lógico que se arrependerão, mas já será tarde. Dessa forma, os homens de muitos pecados serão extintos; os de poucos pecados serão salvos e se tornarão habitantes do futuro Reino dos Céus na Terra. O Reino prometido é de uma concepção maravilhosa, de uma grandeza descomunal, que está além da capacidade de expressão. Ao chegar esse tempo, compreenderão claramente a extrema barbárie e o nível inferior que caracterizam a civilização actual. Ao mesmo tempo afirmo: a humanidade exultará de alegria.

Meishu-Sama

Japão, Atami, 1952

[1] (Mateus 24:14).

79 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário