Neves António Calau

neves-antonio-calauChamo-me Neves António Calau, tenho 50 anos de idade, resido no Bairro Farol das Lagostas, Distrito do Sambizanga. Sou missionário e, por permissão do Supremo Deus, Messias Meishu-Sama e dos meus Antepassados, dedico actualmente como responsável de unidade.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial no ano de 2001, por intermédio de meu vizinho, também membro desta Igreja.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram doença, pobreza, conflitos conjugais e familiares durante cinco anos.

Quanto à doença, devo salientar que durante dois anos e meio, padeci com impotência sexual e, para solucionar este problema, fiz vários tratamentos médicos e tradicionais, tendo gasto avultadas somas em dinheiro sem obter os resultados desejados. Foi com este quadro de sofrimento que meu vizinho me encaminhou para a Igreja Messiânica, onde fui recebido pelo plantonista que, após ter ouvido atenciosamente o meu sofrimento, orientou-me o seguinte:

  • Receber 10 Johrei por dia;
  • Manter a Flor de Luz em casa;
  • Participar na limpeza da Nave e do banheiro;
  • Participar nos cultos e encaminhar outras pessoas.

Cumpri as orientações recebidas sem dificuldades, e era a quarta ou quinta pessoa que chegava à Nave, mesmo morando distante da unidade. Não era fácil receber 10 Johrei por dia porque havia mais frequentadores do que membros, por isso recebia 4 a 6 Johrei por dia, isto é, das 6h às 13h. Para o meu espanto, com apenas 28 dias de dedicação, tudo ficou solucionado. Para agradecer o milagre recebido, tornei-me membro para melhor servir na Obra Divina.

A experiência de fé que passo a relatar aos senhores está relacionada à entronização do Altar do Lar.

Como responsável, participei em vários aprimoramentos sobre a importância da entronização do Altar do Lar. Todavia, eu achava que não tinha condições de entronizá-lo, porque a minha casa não tinha condições e o ambiente no seio familiar não era bom, em função de conflitos e doenças que ainda nos assolavam.

No ano passado, tínhamos sido convocados e participamos no primeiro encontro que o Secretário da Expansão fez para os Responsáveis de Johrei Center na Escola Agrícola de Cacuaco. Durante o aprimoramento, ele também falou sobre a importância da entronização do Altar do Lar e para não colocarmos barreiras, e contou a sua experiência de fé com o Altar do Lar.

No final do aprimoramento comecei a refletir: “Eu sou o responsável desde que a Unidade foi fundada em 2001, e até ao momento ninguém tem Altar do Lar. Messias Meishu-Sama, se tudo deve começar pelo responsável, não quero mais ser a barreira para os missionários não receberem o Altar, por isso assumo o compromisso com toda gratidão de ser o primeiro a entronizar o Altar do Lar”. Assim, materializei um donativo de gratidão. Para o meu espanto, dois dias depois, um Missionário veio no Johrei Center dizendo que trouxera seu donativo completo para receber o Altar do Lar.

Naquele momento, pensei: “Meu Deus, que vergonha, o missionário vai receber primeiro do que eu! O que é que o Supremo Deus e o Messias Meishu-Sama estão a me mostrar com isso?”.

Abracei o missionário e lhe disse: “Muito obrigado, você me salvou”. Admirado, ele não entendeu nada, então lhe disse: “nós dois iremos receber juntos os nossos Altares”.

Fui orando e mentalizando os meus antepassados, e uma semana depois consegui materializar 60% de donativo, e também comecei a preparar a minha casa. Desde 1999 que vivo em minha casa, e nunca tive a permissão de remodelá-la, tanto dentro como fora. Porém, após ter dado início ao donativo, as portas se abriram, consegui preparar o local das Imagens e ganhei a permissão de rebocar toda casa, facto que admirou toda gente, e concluí o meu donativo. Um mês depois, outro missionário também materializou seu donativo; até este momento foram entronizados três Altares do Lar, e muitos fiéis que tomaram conhecimento e entraram nessas casas estão comovidos para fazerem o mesmo em seus lares.

Desde que entronizei o Altar, o ambiente espiritual mudou na minha casa. Tive um problema há muitos anos, porque os meus filhos de outra relação não eram aceitos com facilidade pela minha esposa, por causa da mágoa com a falecida mãe dos meus filhos, e estes já estavam na vida do álcool e desamparo. Após a entronização, ganharam a permissão de viverem connosco em casa e estão melhorando de comportamento. Um deles voltou à aprendizagem da profissão, e voltaram a estudar neste ano letivo.

Além disso, consegui adquirir outro terreno no Panguila, em uma área já habitada, e minha irmã ganhou um emprego nas forças armadas como trabalhadora civil.

Na casa de um dos missionários, desde que se entronizou o Altar do Lar o ambiente da casa mudou, todos da família oram juntos. A esposa, que não praticava corretamente o donativo, já o faz regularmente, os filhos tiveram bom aproveitamento na escola, e o seu empreendimento está progredindo bem. Assumiu o compromisso de peregrinar aos Solos Sagrados do Japão em junho do ano em curso.

Outro missionário estava desempregado, e depois de materializar o donativo do Altar do Lar ganhou um novo emprego. A sua esposa, que não gostava de frequentar a nossa Igreja, a partir da data da entronização tornou-se frequentadora e está a se preparar para se outorgar.

Com esta experiência aprendi que, como responsável, devo ser o primeiro a colocar em prática as orientações. Aprendi também que quando aceitamos de coração uma orientação, o Supremo Deus actua na mesma proporção, e não devemos apenas falar, mas praticar.

Meu compromisso é continuar a aprofundar na minha tarefa de despertar o maior número de pessoas, não só na entronização dos Altares, mas também na importância do grande desafio dos africanos em construir o primeiro Templo Messiânico do continente, a Universidade, e o futuro Solo Sagrado de África.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

A todos que partilharam comigo este relato, os meus sinceros agradecimentos.

139 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário