Análise das Toxinas – 2ª Parte

Passarei, agora, a falar sobre o aspecto material.

O sangue turvo, que é a causa das doenças, obviamente, tem origem nas toxinas medicamentosas. Todos os medicamentos(89) são substâncias tóxicas; porém, durante muito tempo, eles vieram sendo erroneamente interpretados como um recurso benéfico, pelo desconhecimento do fundamento de que a doença é uma ação purificadora.

Baseado na minha experiência, desejo apresentar o princípio sobre a toxina medicamentosa. Há casos em que ocorre a reincidência da doença depois de algum tempo, mesmo em pessoas que já tinham se restabelecido por meio do Johrei. Chamo a isso de repurificação. O motivo é que, no início, com o recebimento do Johrei ocorre a eliminação somente das toxinas já em processo de dissolução e, com isso, o doente melhora por um tempo. Entretanto, logo que ele retoma suas atividades, já com vigor razoável, surge uma ação purificadora mais intensa. Resumindo, com a purificação, a pessoa ganha saúde e, com esta, surge a purificação. Pela repetição desse processo é que, gradativamente, se restabelece a saúde.

Assim sendo, no caso da repurificação, por ser o processo relativamente mais intenso, ocorrem febre alta e tosse intensa para eliminar catarro antigo e solidificado, sendo isso perceptível pela densidade deste e pelo odor de medicamentos. Obviamente, há ainda perda de apetite, enfraquecimento do corpo etc. podendo, às vezes, a pessoa partir para o outro mundo. De acordo com as estatísticas, até hoje, essa proporção é de sete por cento; portanto, noventa e três porcento das pessoas tornaram-se totalmente saudáveis e ativas com o Johrei.

Com relação a estes maravilhosos resultados de cura de doença, o fato ainda mais surpreendente é que a maioria que nos procura são doentes em estado grave, a um passo da morte, que já se submeteram a diversos tratamentos médicos, populares, religiosos etc., sem alcançar a cura. Os resultados obtidos são tão maravilhosos que talvez seja difícil acreditar. A propósito, no caso dos sete por cento de pessoas que tiveram resultados insatisfatórios, a causa, sem exceção, foi a grande quantidade de toxinas medicamentosas ingeridas. Em suma, o Johrei é um método de eliminação de toxinas medicamentosas, e isso torna-se evidente ao observarem que, quanto maior for a redução da quantidade dessas toxinas, maior é a tendência de melhora. Logo, transformar o Japão em um país livre da tuberculose não é tão difícil. Pode-se alcançar perfeitamente esse objetivo, suprimindo os medicamentos e incentivando as pessoas a contrair resfriado.

Uma vez que Deus criou o ser humano como o personagem principal do planeta Terra, providenciou a produção de alimentos suficientes para sua subsistência, atribuindo sabor a cada um deles e paladar ao ser humano. Comer com prazer aquilo que se tem vontade de comer é o suficiente para se manter a saúde, sem precisar preocupar-se, por exemplo, com os nutrientes. A mesma lógica se aplica à questão da procriação que, apesar de não ser o objetivo do desejo sexual, acaba ocorrendo como consequência natural dele. Sendo assim, o ser humano não deve ingerir substâncias estranhas que não sejam alimento, isto é, deve excluir tudo o que é insípido ou amargo, pois isso indica o que não deve ser ingerido. Por desconhecimento desse princípio, costuma-se dizer, desde a antiguidade, que “o bom remédio é sempre amargo”, o que constitui um flagrante equívoco. Uma vez que a função digestiva não está capacitada a processar tudo que não é alimento, e o medicamento é uma substância estranha, tal função não consegue processá-lo, ficando, portanto, retido no corpo. Isso constitui a causa das doenças.

1o de dezembro de 1952

Alicerce do Paraíso vol. 3

 

(86) Morte natural: refere-se à morte por velhice. Este é um conceito próprio de Meishu-Sama e não tem relação com o conceito médico-legal da atualidade, segundo o qual, a doença é classificada como morte natural.

(87) Kanzeon Bossatsu: em sânscrito Avalokiteshvara (“Aquele que enxerga os clamores do mundo”), é a divindade búdica que representa a suprema compaixão. Conhecido no Japão também apenas como Kannon.

(88) Pecados e impurezas: Tsumikegare em japonês. O termo tsumikegare pode ser dividido em duas palavras: tsumi, que, no âmbito legal, se refere aos crimes, delitos e infrações e, no aspecto religioso, significa “pecado” e descreve qualquer desobediência à Vontade de Deus, em especial, qualquer desconsideração deliberada das Leis Divinas. Já a palavra kegare significa “impureza” e é utilizada particularmente no xintoísmo como termo religioso. São causas típicas de kegare o contato com qualquer forma de morte, parto, doença, menstruação, cuja condição pode ser remediada através de rituais de purificação.

(89) Medicamentos: segundo órgão brasileiro competente, ligado ao Ministério da Saúde, medicamentos são fármacos (substâncias químicas que modificam uma função fisiológica) com propriedades comprovadas cientificamente. Os fármacos estão presentes não apenas nos medicamentos, mas também nos cosméticos, produtos de higiene, agrotóxicos, aditivos alimentares, medicamentos veterinários.

85 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário