Análise das Toxinas – 1ª Parte

A seguir, vou explicar o que é a toxina. Em outras palavras, a toxina é sangue turvo; são nuvens espirituais. Conforme já escrevi outras vezes, as nuvens espirituais surgem devido aos pecados e às impurezas(88) que, evidentemente, se originam no mal. Todos sabem que essa visão de pecados e impurezas é quase que um monopólio das religiões desde a antiguidade. Entretanto, é lamentável que elas, até agora, tenham ensinado de forma simplista, afirmando que não se deve fazer isso ou aquilo porque é pecado. Para as pessoas do passado talvez isso bastasse, mas hoje já não convence mais, pois a maioria é muito intelectualizada e raciocina em termos científicos. Devem-se, portanto, apresentar argumentos sólidos, com base em teoria sistematizada e evidências verificáveis.

O mundo em que vivemos é constituído pelos Mundos Espiritual e Material. Da mesma maneira, o ser humano é formado de espírito e corpo físico, e ambos, numa relação íntima e inseparável, têm por princípio a identidade espírito-matéria. Sendo assim, quando as nuvens espirituais se refletem no corpo físico, o sangue se turva; e quando este se reflete no espírito, transforma-se em nuvens espirituais. Por ser este o ponto mais importante, gostaria que realizassem a leitura levando-o em consideração.

Explicando do ponto de vista espiritual, no momento em que uma pessoa pratica más ações, esse pecado transforma-se em nuvens espirituais e quando seu acúmulo atinge determinado nível, sobrevém a ação purificadora na forma de doenças, calamidades ou penalidades legais. A parte que escapou da lei humana é punida espiritualmente pela Lei de Deus. Mesmo que a pessoa consiga fugir habilmente dessas penalidades, por ser a lei de Deus absoluta, as nuvens se refletirão no corpo físico, tornando-se um grande sofrimento. Evidentemente, as doenças sobrevindas nesses casos são malignas e, em muitos casos, chega até a comprometer a vida. Quanto mais cedo o mal for punido, mais leve será o castigo, podendo-se compará-lo a dívidas, que, quanto mais se demora a saldá-las, mais crescem, devido ao acúmulo de juros. De fato, há malfeitores que conseguem livrar-se habilmente em vida dos julgamentos de Deus e do homem, mas ao morrerem, seus espíritos passarão para o Mundo Espiritual e cairão nas profundezas do Inferno devido ao peso dos pecados. Então, por pior que seja o malfeitor, não há quem não se arrependa do que fez. É exatamente como o “Inferno de Incessante Sofrimento”, citado no budismo; o “Fundo do Inferno”, mencionado no xintoísmo e, no Ocidente, o Purgatório descrito no volume sobre o Inferno, da Divina Comédia, de Dante Alighieri. Trata-se de um mundo de trevas, absolutamente sem luz e calor, onde o espírito nada enxerga, permanecendo congelado por centenas de anos; por isso, não há malfeitor, por pior que seja, que não venha a desisitir do mal. Para as pessoas da atualidade, talvez seja difícil acreditar em situações como estas, mas gostaria que me dessem total crédito, pois são fatos que me foram transmitidos diretamente pelos espíritos por ocasião das pesquisas que realizei, e posso garantir que não existe nenhum equívoco.

Voltando ao assunto, a pessoa começa a sentir peso na consciência por ter praticado o mal, e esse sofrimento já é uma leve purificação. Seria bom que, nesse momento, ela se arrependesse do que fez, mas como dificilmente isso ocorre, a maioria das pessoas continua pecando. É claro que a quantidade das nuvens espirituais corresponde à maior ou à menor gravidade dos pecados. Há, ainda, fatores indiretos. Por exemplo, quando se faz alguém sofrer, a pessoa atingida se enfurece, sente ódio por aquele que lhe causou o sofrimento, e esse sonen se transmite ao espírito do malfeitor como ondas de rádio por meio do elo espiritual, gerando nuvens em seu espírito. Ao contrário, quando a pessoa pratica o bem e alegra o próximo, o sentimento de gratidão do outro é transmitido de volta na forma de Luz, e as nuvens espirituais diminuem proporcionalmente. Além disso, quanto mais o bem for praticado de forma oculta, sem que o beneficiado o saiba, maiores serão as bênçãos de Deus. Esta é a imutável Lei dos Céus.

Já que o que vimos acima sobre o Mundo Espiritual é uma verdade absoluta, a única alternativa ao ser humano é crer e obedecer. Portanto, uma vez que as doenças e outros infortúnios são decorrentes da ação purificadora das nuvens espirituais, se o ser humano deseja ser feliz, ele deve deixar de fazer o mal, praticar o bem e esforçar-se para não nublar seu espírito.

 

1o de dezembro de 1952

Alicerce do Paraíso vol. 3

 

(88) Pecados e impurezas: Tsumikegare em japonês. O termo tsumikegare pode ser dividido em duas palavras: tsumi, que, no âmbito legal, se refere aos crimes, delitos e infrações e, no aspecto religioso, significa “pecado” e descreve qualquer desobediência à Vontade de Deus, em especial, qualquer desconsideração deliberada das Leis Divinas. Já a palavra kegare significa “impureza” e é utilizada particularmente no xintoísmo como termo religioso. São causas típicas de kegare o contato com qualquer forma de morte, parto, doença, menstruação, cuja condição pode ser remediada através de rituais de purificação.

135 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário