A Defasagem do Estudo – 2ª Parte

No geral, o estudo desenvolve a inteligência humana, formando, até certo ponto, uma base, que corresponde ao alicerce de uma construção. É sobre esse alicerce que se ergue uma nova construção, isto é, coloca-se em prática o estudo, este é aprimorado e promove inovações. Assim, dá-se uma sintonia do estudo com o contínuo progresso da cultura. E mais: ele vai além e cumpre o papel de liderança. Isso, sim, é o estudo vivo. Recentemente, soube que o presidente Truman(53), dos Estados Unidos, por volta de 1921, era um comerciante de miudezas. Creio que foi essa experiência de vida que o levou até onde ele chegou hoje.

Há mais de dez anos, proclamei uma nova teoria sobre a medicina; porém, tão logo eu a publiquei em livro(54), sua venda foi proibida pelas autoridades. Isso se deu por três vezes, e como eu não pude fazer nada contra, desisti. O motivo é que minha tese é contrária aos conhecimentos da medicina atual. Comparando a proporção dos resultados obtidos pelo meu método com a da medicina atual, vemos que o meu é dezenas de vezes mais eficaz. Além disso, não se trata de cura temporária, mas definitiva. O que estou dizendo constitui a pura verdade, sem o mínimo exagero. No prefácio do livro, eu até escrevi: “Estou pronto para comprová-lo a qualquer hora.” Todavia, uma vez que as autoridades e os especialistas não deram a mínima atenção, nada mais pude fazer.

O objectivo da medicina é curar todas as doenças e promover a saúde do ser humano, prolongando-lhe a vida. Que objetivo poderia ter além deste? Por mais que se preguem teorias, por mais que se aperfeiçoem as instalações e que haja aparelhagens super-sofisticadas, tudo isso será inútil se não corresponder ao referido objetivo. Baseados apenas na divergência entre a minha teoria e a da medicina convencional, as autoridades e os especialistas ignoraram a minha, sem ao menos tentar examiná-la, revelando-se, portanto, verdadeiros traidores do progresso da cultura. Como os governantes depositam absoluta confiança nessa medicina, só posso dizer que o homem contemporâneo não passa de uma pobre ovelha indefesa.

Por que eu teria apresentado uma teoria tão ousada? Ora, se eu não tivesse absoluta convicção, jamais a teria divulgado. Descobri uma grave falha na medicina, que tanto se orgulha do seu progresso. Entre as grandes descobertas efetuadas até o presente, nenhuma se compara à que eu fiz, porque não existe nada tão importante quanto a solução dos problemas relacionados à vida humana. Enquanto a medicina atual não despertar para essa grave falha, afirmo que ela não será uma existência útil de facto.

Qualquer um percebe que, ao nosso redor, está aumentando o número de criaturas sofredoras, acometidas de doenças graves causadas pelos tratamentos erróneos. Diante disso, não conseguimos ficar indiferentes. No momento, porém, não me resta outra coisa senão orar a Deus para que as pessoas despertem o quanto antes.

30 de janeiro de 1950

Alicerce do Paraíso vol. 1

 

(51) Título anterior: “Inadequação do estudo”.

(52) Vertical e horizontal: são dois conceitos de Meishu-Sama muito semelhantes ao Yin e Yang. Vertical é estreito, profundo, mental, espiritual, oriental

etc. Horizontal é largo, superficial, físico, material, ocidental etc.

(53) Harry S. Truman (1884-1972), trigésimo terceiro presidente dos Estados Unidos, cujo mandato foi de 1945 a 1953.

(54) Refere-se ao livro A medicina do futuro publicado três vezes: em 28/9/1942, 5/2/1943 e 5/10/1943.

138 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário