A Alegria, o Tempo e Ordem – 1ª Parte

De certa forma, realizo o meu trabalho como se estivesse me divertindo, sem ter a impressão de estar sofrendo. Parece um hobby.

Entre os Kannon, há o que se denomina Yugyô Kannon [Kannon Caminhante]. Trabalho exatamente dessa forma, pois, assim, consigo obter bons resultados. Ao contrário, se o faço com sofrimento e sem vontade, os resultados são ruins.

É neste ponto que somos o oposto das pessoas do mundo de hoje. O mesmo se dá com os membros da nossa Igreja. Se realizam algo contra a vontade ou sofrendo, as consequências são sempre péssimas.

Há ocasiões em que somos solicitados a dar assistência a um doente e, ao realizá-la com alegria, com certeza, a pessoa se restabelece rapidamente. E uma vez que vemos o restabelecimento, somos motivados a prosseguir e, por ser assim, é que é bom. Por conseguinte, quanto mais facilmente se restabelecem as pessoas, maior será a expansão. É neste ponto que diferimos do mundo de até então.

No entanto, infelizmente, o ser humano adquire vários maus hábitos e acaba aceitando o próprio sofrimento, achando que esse estado é normal. Isso se passa também comigo, com frequência. Quando as coisas não fluem da forma esperada e não transcorrem satisfatoriamente, dou-me conta do seguinte: eu as estava realizando com sofrimento. Assim, deixo de lado o que estava fazendo e passo para outra coisa.

Há outro fator extremamente importante, que é o momento adequado. Mesmo em se tratando de um plano bem elaborado ou de uma atividade que achamos que dará certo, se ambos forem colocados em ação prematuramente, o resultado não será satisfatório. Isto se dá não porque o que se faz é ruim, mas porque a ocasião não era boa. É preciso que a pessoa tenha tchieshokaku 91 para perceber isso.

Ordem também é outro factor muito importante. Há ocasiões em que ficamos pensando que algo deve correr bem, que deve ser de determinada forma, mas isso não se verifica. Em tais situações, uma análise mais profunda nos leva a concluir que a ordem está equivocada. Respeitando-a, tudo flui rápida e facilmente. Conseguir descobrir a causa e solucioná-la rapidamente deve-se ao tchieshokaku.(…)

Colectânea de Ensinamentos no 29,

5 de Dezembro de 1954

Alicerce do Paraíso vol. 4

252 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário