Juliana dos Santos Santos – JC Camama – Luanda – Angola

Chamo-me Juliana dos Santos Santos, tenho 60 anos de idade, sou membro e dedico como encarregada do Sorei-Saishi da Rede de Salvação da urbanização Jardim do Éden.

Conheci a Igreja Messiânica em 2006, por intermédio de uma missionária do Johrei Center de Viana Vila. Por curiosidade, aceitei o convite e fui conhecer a igreja, mas achei estranho por ter sido orientada a dedicar na WC. Dentro de mim exclamei: “Essas pessoas não têm respeito; eu, uma diplomata e tenho uma equipa de empregados, me mandam limpar chão!?”. Devido a isso, desisti da Igreja.

Porém o meu sofrimento continuava. Depois de ter perdido o esposo e o filho, caí em depressão e sentia um mal-estar constante. Fiz várias consultas médicas, tomei vários medicamentos, mas sem nenhuma melhoria.

Foi neste quadro de sofrimento que a missionária voltou a me encaminhar em 2013. Já nesta altura em estado crítico, ouvia vozes que diziam que eu iria morrer e por isso não conseguia conduzir. Desesperada, obedeci todas as orientações que me foram dadas:

  • Receber 10 Johrei por dia;

  • Manter a flor de luz em casa bem como distribuí-las;

  • Fazer donativo especial de gratidão;

  • Dedicar na nave e no wc;

  • E participar das orações às 6 horas de manhã na unidade.

Em dois meses de dedicação, os problemas atrás referidos foram solucionados. Como tinha sido nomeada para uma missão fora do país, materializei o donativo especial e ganhei a permissão de ser outorgada junto com os meus dois netos.

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores esta relacionada com o cumprimento das orientações.

Numa entrevista que tive com a Ministra que me estava a acompanhar, abri o meu coração apresentando todo o meu sofrimento. Por sua vez, ela orientou-me a aprofundar na distribuição de flores no local de trabalho e cuidar de outras pessoas.

Cumpri a orientação com toda a entrega. Realizava marchas de visita às casas, mesmo de noite, fazendo a vivência da flor. Comprava as flores para distribuir no serviço, adornando todos os sectores que tinha acesso. Distribuía de 100 a 200 flores por dia o que agradava todos colegas e inclusive os chefes.

Com esse empenho, eu, os meus filhos, parentes, amigos e colegas fomos agraciados com maravilhosas bênçãos que passo a relatar.

  1. Sou mãe de 5 filhos dos quais a primeira filha e o segundo filho já com certa idade estavam desempregados. A menina tinha muitas dificuldades para conseguir um emprego e o rapaz também. Mesmo com formação superior, por mais que procurasse emprego, não era admitido. Devido a isso, caiu em frustração; bebia e fumava sem controle. A menina também, depois de tantos insucessos ficou deprimida; às vezes chegava a cair de repente pois não acreditava mais se aquela dificuldade toda para conseguir um emprego era possível. Isso me matava por dentro, pois não era o tipo de vida que eu imaginei para os meus filhos. Mas com a dedicação e elevação espiritual, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama milagrosamente depois de tanto tempo, os dois foram chamados para trabalhar.
  2. Do serviço, fui contemplada com uma viatura nova mesmo sem ter solicitado nada.
  3. Tive um diretor que a sua política de trabalho não favorecia os quadros antigos, não promovia ninguém e dava aposentadoria compulsiva, ás vezes antecipada. Porém a dada altura, este foi exonerado e com o novo diretor todo o sistema laboral mudou. Promoveu todo o quadro antigo e eu também fui abrangida. Fui promovida a um escalão 4 vezes mais alto. Desse modo a vida financeira também melhorou consideravelmente. Isso permitiu entrar na reforma com satisfação.
  4. Tive a permissão de ganhar 3 netos no mesmo ano, apesar das dificuldades que cada filho meu tinha para gerar filhos.
  5. Um colega estava sob processo disciplinar que pela gravidade o iria levar a expulsão. No dia da auscultação, eu lhe ministrei Johrei antes dele entrar para o gabinete jurídico. Para o nosso espanto, o assunto ficou resolvido e apenas foi-lhe aplicada uma censura registada. Meses depois, uma colega incorporou dizendo: “O Johrei que a tia Jú havia ministrado ao colega é que transformou tudo; pois tinha tudo para ele ser expulso!”. Agora sempre que entro para o local todos correm para pedir flores.
  6. Encaminhei uma colega que sofria com depressão. Graças a Deus, hoje ela já é membro e mesmo agora que me aposentei, ela continua com a prática da distribuição de flores no serviço.

Nesta fase da quarentena:

Depois de ouvir a orientação de aprofundar nas práticas básicas, passei a distribuir flores aos vizinhos da minha filha, isto no local onde estou a cumprir a quarentena. Distribuo também pelos amigos e familiares que vivem dentro da centralidade do Kilamba e no KK cinco mil na vizinhança de minha outra filha.

Estudando a experiência de fé da irmã Denise Sahali, fiquei muito emocionada e decidi também fazer um donativo especial. Com isso pensei em fazer um esforço máximo do valor da pensão que recebo como viúva.

Sendo assim materializei o donativo especial no mês passado e 4 dias depois de fazê-lo, o milagre não se fez esperar.

Desde novembro do ano passado que solicitei o meu capital de reemissão. Valos este que me dá direito a 20% do desconto feito pelo fundo de pensão da caixa de segurança social pelos 39 anos de serviço. Mas esse valor não era disponibilizado, o que me deixava triste. De realçar que em fevereiro deste ano tinha tudo preparado para uma viagem de lazer para fora do país afim de repousar e aproveitar a minha reforma. Mas como esse dinheiro não saía, tive que cancelar a viagem. O que me deixou muito desolada.

Quatro dias depois de ter materializado o donativo especial, ligaram-me a dizer que já era possível levantar o valor devido. Fiquei muito feliz e aliviada.

Agora compreendi que tudo que Deus faz é bom pois se assim não fosse, a esta altura estaria na Europa, numa fase de pandemia, o que seria muito mais complicado para mim. Entendi que fui salva por Deus e ganhei a permissão de estar perto da minha família neste período de confinamento.

Os amigos da minha filha que receberam flores gostaram, manifestam a sua gratidão, já não se opõem a Igreja e prometem conhecer depois desta fase passar. Eles despertaram e agora também distribuem flores dentro do quartel e na clínica.

Com todas essas bênçãos, materializei um donativo especial, para melhor agradecer. Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho de fé.

Faço os donativos regularmente, distribuição de flores e procuro cuidar de pessoas. Muito obrigado a todos que têm contribuído para o meu crescimento espiritual.

122 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário