Albertina Domingos Francisco Portugal – CA Sumbe -Kwanza Sul – Angola

Chamo-me Albertina Domingos Francisco Portugal, tenho 53 anos de idade. Dedico na unidade acima mencionada, como encarregada da sociedade de senhoras do Sumbe.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola no dia 28 de agosto de 2002, por intermédio de um missionário de nossa igreja.

Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja Messiânica Mundial de Angola foram: insuficiência cardíaca, dores de cabeça, insônia, dores em todo corpo. Estes problemas estiveram comigo durante 12 anos. Procurando solução, recorri em hospitais, igrejas espíritas, ervanários e posteriormente em quimbandas. Gastei avultadas somas em dinheiro, mas, sem solução. Foi neste quadro de intenso sofrimento, que o irmão acima citado me falou da igreja e dos milagres que nela ocorrem. Não hesitei e aceitei o convite.

Na igreja, fui recebida pelo plantonista que me orientou as práticas básicas da fé Messiânica:

  • Receber 10 Johrei por dia;
  • Manter a flor de luz em casa e distribuir para outras pessoas;
  • Ler os ensinamentos;
  • Participar nos cultos e nas demais dedicações programadas na igreja;
  • Fazer o dízimo;
  • Encaminhar outras pessoas à igreja.

Não tive dificuldade no cumprimento das orientações e no prazo de 10 dias, os problemas de mais de 12 anos desapareceram. Para agradecer tamanhas graças e melhor servir, decidi tornar-me membro. Facto que se concretizou no dia 14 de março de 2003.

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores, está relacionada com o poder da obediência no cumprimento das orientações dos nossos superiores.

Numa das palestras ouvi sobre pôr em prática as dedicações, onde quer que o membro esteja. E decidi praticar esta orientação, aprofundando na dor e sofrimento de outras pessoas.

No meu local de trabalho, o clima entre colegas era negativo, pois haviam muitos conflitos e os seguranças viam vultos durante a noite. Vendo esta situação, decidi pôr em prática as orientações proferidas pelos superiores. Comecei por fazer uma horta na instituição, onde coloquei flores e hortaliças. Passei a fazer a vivência com as flores todas semanas e colocar Ikebana em todos compartimentos da instituição.

A minha colega sofria com dor na garganta. Este problema afetou três pessoas na sua família. Devido à essa situação, passei a lhe acompanhar com Johrei.

Hoje, o clima entre colegas é saudável. Os vultos que os seguranças viram desapareceram. A colega que se queixava com muita dor, hoje está melhor. Não conseguia se alimentar de forma adequada, mas, graças a Deus já alimenta-se bem.

Com todos esses os milagres que aconteceram na minha vida, aprendi que devemos ouvir as orientações superiores e pô-las em prática pois só assim vamos levar a felicidade para outras pessoas.

O meu compromisso é aprofundar mais no servir na obra divina.

Faço o dízimo, donativo de construção e de gratidão diária, tenho a horta caseira, encaminhei mais de 100 de pessoas à igreja, das quais hoje 14 são membros.

Agradeço ao Supremo Deus e ao Messias Meishu-Sama junto com os meus antepassados pela permissão de fazer parte desta maravilhosa obra da salvação.

Aos Ministros, Responsáveis, membros, frequentadores e todos que escutaram o meu relato de fé,  meus sinceros agradecimentos.

Muito obrigada!

85 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário