ANGELINO JOSÉ JACINTO – REGIÃO CENTRO SUL – NJ SANTO ANTÓNIO CANJINJI

Chamo-me Angelino José Jacinto e sou frequentador desta igreja desde 27 de Julho de 2020.

Nunca frequentei igreja alguma mas, a minha esposa e alguns familiares pertencem a uma igreja Cristã.

Constituí minha família e tudo ia muito bem, até que, há um ano atrás, começaram a aparecer situações muito estranhas que nos traziam  muito sofrimento, desde que me mudei para a casa própria no bairro Canjinji. Tudo teve início quando se começou a notar o desaparecimento do cabelo da minha esposa; algum tempo depois, resolveu fazer um aborto com meses bem avançados. Assim, começamos a vislumbrar muitos mistérios: maus sonhos por parte das crianças com idades de 11, 4 e 3 anos; a mais velha ao acordar, também aparecia com os cabelos cortados; a menor via pessoas a passarem pelas paredes que batiam-na e a outra, de quatro anos de idade, sonhava sempre com a mãe a ser perseguida por cobras. Minha esposa também já não gozava de boa saúde, tanto mais é que, já não conseguia fazer os trabalhos domésticos; sempre que recebíamos os salários, parte do dinheiro desaparecia! No quarto, passou a nascer água naturalmente e por mais que limpássemos, a água não secava.

Com base nesses mistérios, sentimos a necessidade de procurar um quimbanda para solucionar os nossos problemas mas, ao invés disso, os familiares nos sugeriram procurar um pastor. Foi assim que me lembrei de um senhor que passava todos os dias em frente da minha casa (Responsável do núcleo de Johrei) e parava sempre para cumprimentar-me. Confesso que por muitas vezes evitei-lhe, por causa dessa postura tão simpática. Pensei logo que ele me teria ajudado, mesmo que não fosse pastor. Esperei por ele durante dois dias e misteriosamente não o vi passar. No terceiro dia, quando passou, interpelei-o e expliquei os meus problemas. Foi aí que descobri que ele é o responsável da unidade religiosa da Igreja Messiânica do nosso bairro. Este, com a equipa de missionários abriram a casa com desafios de orações, Johrei, leitura de ensinamento por três dias consecutivos e vivência da flor. No primeiro dia de oração, mentalizamos nossos sofrimentos e horas depois apareceu uma cobra, sem ação, na dispensa. Peregrinamos ao futuro Solo Sagrado de África, onde fomos atendidos pela ministra responsável da área, que após ter-nos ouvido atentamente, orientou-nos as práticas básicas da igreja e aproveitei para dedicar na limpeza do WC. Em casa, a esposa vomitou algo enorme de cor verde, as dores que ela sentia desapareceram e conseguiu voltar a fazer os trabalhos domésticos, ganhando auto-estima. Dias depois, os fiéis realizaram limpeza  profunda em nossa casa no que, apareceram mais duas cobras, sempre sem ação; todavia, o que mais me surpreendeu é que, normalmente a cobra come ratos mas, no sítio aonde a cobra apareceu (por debaixo do tapete) havia um ninho de ratos e a cobra nem sequer se moveu para comê-los, ou seja, ficaram todas neutralizadas.

Como resultado, todas essas situações que nos desesperavam desapareceram, a nossa casa ficou mais leve e a tranquilidade que antes tínhamos, voltou ao nosso lar!

Despertamos para a frequência no Núcleo de Johrei, práticas básicas e abrimos cinco casas de nossos vizinhos que já recebem a luz do Messias Meishu-Sama  através das flores e Johrei dos missionários. Minha esposa mantém as flores no seu local de trabalho, o que desperta o respeito e admiração de todos.

Com esta experiência de fé, aprendi que Meishu-Sama é o Messias esperado pela humanidade, pois, só ele pode resolver as nossas aflições!

Eu e minha família nos comprometemos em participar da construção do mundo novo e servir à Obra Divina como instrumentos de Meishu-Sama!

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela oportunidade de conhecer este maravilhoso caminho da salvação!

Muito obrigado!

121 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário