É impossível medir, através da limitação da Ciência, o grande princípio que rege a Natureza.”

É impossível medir, através da limitação

da Ciência, o grande princípio que rege a

Natureza.”

Pode-se dizer que o homem moderno está dominado pela magia dos princípios científicos. Isso porque, tratando-se de princípios científicos, ele acredita, incondicionalmente, em qualquer coisa. Pode-se dizer, também, que ele acredita de forma absoluta. Entretanto, os princípios científicos não são absolutos; eles estão sempre em mudança. Durante longo tempo, por exemplo, acreditou-se que a pneumonia era transmissível; atualmente, no entanto, vigora a tese de que ela não é transmissível. Com a lepra aconteceu o mesmo. Hoje, considera-se, no Japão, que a encefalite é transmitida por mosquito, mas nós garantimos que, num futuro não muito distante, descobrirão que isso é um erro. No caso da tuberculose, os doentes podiam tomar banho de sol, e por algum tempo isso esteve muito em moda, mas agora a situação mudou. Quanto à apendicite, ainda hoje não há nada definitivo com referência a poder ou não poder fazer resfriamento ou aquecimento. O mesmo acontece com os remédios. O remédio de maior efeito contra a tuberculose era o Cephalanthine; depois passou a ser a penicilina e, nos últimos tempos, a estreptomicina. Dessa forma, os remédios tendem, alternadamente, a ficar em moda e a cair em desuso.

Conforme se pode ver por esses exemplos, os princípios científicos da Medicina são como as vestimentas. As vezes, ficam em moda o ano inteiro, ou caem em desuso, e por isso não têm uma característica absoluta. Se disserem que se trata de curso do progresso, fica por isso mesmo. Mas, mesmo supondo que se trate de curso do progresso, é diferente de uma vestimenta, porque se relaciona com a vida humana. Assim, essas pessoas que serão sacrificadas são realmente dignas de pena, não passando de cobaias.

Por todos esses motivos, o problema está no fato do homem moderno dar prioridade aos princípios científicos e não

aos resultados. Mas há uma coisa interessante. Muitas pessoas sabem que o Johrei da nossa Igreja cura, mas não se dispõem a recebê-lo se não tiverem explicações teóricas. E só existe uma explicação para isso: essas pessoas estão dominadas pela magia dos princípios científicos. Por outro lado, com o nível atual dos princípios científicos, é muito dificil explicar o Johrei. Isso porque o verdadeiro princípio científico do Johrei está um século mais avançado, sendo incompreensível para as pessoas da atualidade. E exatamente como se fizéssemos uma palestra de Faculdade para alunos do primário. Portanto, o homem moderno deve despertar para esse ponto, colocando em primeiro plano a realidade viva e os seus resultados, e em segundo plano, os princípios científicos. Procedendo-se dessa maneira, aumentará o número de pessoas que serão salvas.

Revista Tijô-Tengoku nº 10 (20/11/49)

O Pão Nosso de Cada Dia pág. 384

 

69 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário