Inácia Neto – NJ Boavista – Luanda

Chamo-me Inácia Quaresma Neto, sou membro há 7 anos e dedico como assistente do grupo Lua.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a distribuição de flores e assistência religiosa nos lares.

Na primeira semana do mês de Junho do ano em curso, tive a permissão de confeccionar cerca de 100 flores de luz, com o objectivo de distribuir pelos meus colegas no local de serviço, como preparação do Culto Mensal e Culto do Paraíso Terrestre.

Antes de ir para o serviço, dirigi-me à unidade religiosa, para fazer oração e pedir permissão ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados e que me dessem força e protecção durante a caminhada. Posteriormente materializei um donativo de gratidão, coloquei as flores na bandeja e segui até a paragem. No táxi, comecei a ministrar Johrei e oferecer flores a cada passageiro. Eles recebiam e retribuíam com palavras de gratidão. Porém, havia uma Jovem que não queria receber a flor e comentava que as flores estavam a lhe fazer mal e a causar reações.

Comovida, pedi permissão ao Messias Meishu-Sama e no decorrer da viagem ministrei-lhe Johrei. Graças a isso, ela ficou calma e minutos depois adormeceu. Como já estava prestes a descer, terminei a ministração de Johrei. Nesse momento, ela acordou toda assustada e notou que havia esquecido a sua paragem. Assim que desci do táxi, ela também fez a mesma coisa e veio em minha direcção. Para a minha surpresa, começamos a conversar. Ela fez muitas perguntas em relação às flores e a doutrina messiânica. Comecei a dar-lhe explicações sobre a importância das flores na vida do ser humano e ainda disse-lhe que a flor não pertencia à Igreja Messiânica  mas que fazem parte da vida social e qualquer pessoa pode cultivar em sua casa.

Ela ficou entusiasmada e momentos depois, pediu-me flores para levar para casa. Além disso, deu-me os seus contactos pedindo que a convidasse para conhecer a igreja. Depois de uma semana, encontrei-me com ela e a encaminhei à igreja. Agora, está a frequentar regularmente. Com este milagre, materializei um donativo de gratidão.

Ainda nesta mesma semana, recebi um comunicado da minha cunhada dizendo que estava a purificar fortemente com tosse seca, dores no peito, febres altas, dores de bexiga e picadas no abdómen. Ela está acamada há um mês. Disse-me que havia feito vários tratamentos hospitalares e tradicionais e não estava a ter melhorias e decidiu parar com tais tratamentos. Assim, convidei uma outra missionária e juntas fomos até a sua casa dela no bairro da Gamek. Ao chegarmos lá, conversamos com a família e começamos a ministrar Johrei para eles durante o dia todo.  Depois de três dias, voltamos para vê-la e aproveitamos para fazer a limpeza profunda, a aula de vivência da flor e ministramos Johrei na família durante 2 horas. No mesmo dia, distribuímos flores para os seus vizinhos.

Para o nosso espanto, ela ligou-me dizendo que havia dormido bem e as dores que sentia diminuíram bastante. Convidei-a para participar do Culto mensal, ela aceitou e juntas fomos até a Sede Central de África. Graças ao Supremo Deus e ao Messias Meishu-Sama, a medida que fosse recebendo Johrei as dores também iam diminuindo. Depois que terminou o Culto, as dores desapareceram por completo. Com essas todas graças, ela materializou um donativo de gratidão.

Eu também materializei um donativo especial para agradecer ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados!

Aprendi que o Supremo Deus, o Messias Meishu-Sama e os nossos Antepassados, não nos dão aquilo que nós pretendemos, mas sim o que merecemos e precisamos para cumprir a nossa missão!

Pretendo continuar a servir na Obra Divina, como instrumento de Meishu-Sama, para transformar o sonen de todos com quem tenho afinidade, a fim destes participarem como verdadeiros altruístas, na formação das cem mil famílias convictas até a conclusão do Solo Sagrado de África!

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados por despertarem a minha natureza Divina!

Muito obrigada!

105 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário