Marcelina Ambriz – NJ Simione Felimar – Luanda

Chamo-me Marcelina António Ambriz, sou missionária e dedico como assistente do Sanguetsu.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola em 2011.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a gratidão no momento da purificação. 

No dia 7 de julho, depois de chegar à casa vinda da  minha lavra, comecei a purificar com tosse, fortes dores de cabeça e do ouvido.

Para dizer a verdade, durante este período de tempo como membro, nunca fiquei internada num hospital, embora as purificações têm surgido alternadamente. Antes de conhecer a fé messiânica, era cliente de uma clínica. Um dia, ao encontrar-me com um enfermeiro, este perguntou-me: “A senhora já não aparece, mas será que encontrou outra clínica melhor?”. Em resposta, disse-lhe: “A clínica de Meishu-Sama! ”.” “Hoo! Parabéns!”, disse-me o enfermeiro.

Desta vez, enquanto purificava fortemente, apareceram muitos familiares, onde o meu irmão, vendo o meu estado de saúde compadeceu-se e disse-me para ir ao hospital.

No final da conversa, deu-me um valor em dinheiro e com este, materializei um donativo de profunda gratidão a Deus e a Meishu-Sama pela purificação, juntamente com os meus antepassados.

No dia seguinte, meu irmão apareceu e levou-me para o hospital, onde depois do diagnóstico o doutor disse que eu não tinha nada.

Materializei um donativo de agradecimento e quando voltei para casa, continuei a receber Johrei, como de hábito.

Passada a purificação, hoje sinto-me mais forte e é como se não tivesse passado por esse processo. Em sonho, disseram-me que esta purificação não era minha, mas como não interpretei o sonho, fui pelos ensinamentos de Meishu-Sama que nos diz que a purificação é a manifestação dos nossos antepassados.

Com esta recuperação e tendo em conta o tempo que estou na igreja, onde dependo apenas do Johrei como carro-chefe, convenci o meu irmão a ingressar na nossa igreja e está a dedicar junto com a sua esposa.

Uma frequentadora que cuido a partir da lavra, quando engravidasse,  os filhos  não chegavam a nascer. Passei a acompanhá-la com o Johrei e arranjos de flores em sua casa. Hoje, tem um lindo filho, no que agradeceu com um donativo pelo milagre recebido.

Aprendi que, devemos confiar no Johrei, porque este é sem dúvida a medicina do século 21! 

O meu compromisso é de continuar a servir na Obra Divina onde quer que esteja!

Faço dízimo e donativo de construção. Grande parte da minha alimentação consiste em produtos naturais que vêm da minha lavra!

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados pela oportunidade de conhecer este maravilhoso caminho da salvação!

Muito obrigada!

62 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário