Miranda Cassanje – JC Futungo – Luanda

Johrei Center Futungo

Chamo-me Miranda José Cassanje, sou missionário e dedico como vice – responsável de unidade.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola em 2010.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a oração, leitura dos ensinamentos, marchas de visitas, atendimento e acompanhamento dos jovens.

Em dezembro de 2020, a minha namorada, hoje minha esposa, disse-me que estava grávida. Não foi fácil receber essa notícia pois, na altura, ainda não estava preparado para tal. Logo que os pais dela tomaram conhecimento, mandaram me chamar. Conversamos no sentido de eu cumprir os deveres que a situação no momento exigia, que para tal, era a presença dos meus familiares para uma reunião, cujo objectivo era a marcação da data da apresentação e que segundo os acertos, ficou para o mês de junho passado.

Aos seis meses de gravidez, fomos fazer a terceira ecografia e ficamos a saber que era uma menina  e ficamos muito felizes com a notícia. Como estávamos na preparação para o Culto do Paraíso, de cordo com as orientações e a directriz daquele momento, passei a aprofundar na oração das 19:00hs, leitura dos ensinamentos e nas marchas com os jovens.

No dia 26 de Maio, estando no Johrei Center, recebi um telefonema da minha cunhada dizendo que a minha esposa não estava bem e que a tinham levado para o hospital. Fui de imediato ao seu encontro. No fim do dia, deram-lhe alta e fomos para a casa dos pais dela. Como no dia seguinte não se sentia os movimentos da bebé, voltamos ao hospital, no que foi observada chegando à conclusão de que a bebé já não mexia. Diante desta situação, os meus superiores não pararam de me ligar fazendo oração, dando-me forças e ao mesmo tempo me orientando a entregar tudo nas mãos do Supremo Deus e do Messias Meishu-Sama. É de salientar, que haviam muitas barreiras desde a entrada do portão do hospital até ao banco de urgência. Eu estava muito triste e preocupado. Triste pela perda da bebé e preocupado pela minha esposa pois ela corria risco de vida. Foi necessário transfusão de sangue. Até o dia seguinte, ainda não haviam retirado a bebé. Fora do hospital, tive apoio de uma irmã da Igreja que pertence ao ramo da saúde e que falou com dois dos seus colegas que estavam a trabalhar no mesmo hospital, que pacientemente me davam notícias. No mesmo dia, junto com meu sogro e mais uma Missionária que nos visitou no hospital, continuamos com a oração e às 14 horas, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama a bebé foi retirada sem necessidade de cesariana, para alívio de todos. Com muita tristeza foi feito o funeral.

Aproximando-se a data da apresentação como prometido, não sabia como arranjar condições, pois, o dinheiro todo tinha sido utilizado nas despesas anteriores.

Assim, continuei com as minhas dedicações, leitura dos ensinamentos, oração, deixando tudo nas mãos de Deus. Graças a Deus e o Messias Meishu-Sama, apareceram pessoas que muito me ajudaram e consegui resolver tudo. Foi realizada a apresentação sem nenhum dinheiro vindo do meu bolso pois, não tinha. Com isso, ganhei mais convicção e força nas dedicações voltando ao sentimento inicial. Decidi aprofundar na formação dos jovens fazendo encontros aos sábados e marchas às terças e quintas, atendimento na unidade com acompanhamento um por um, marchas de visita, limpeza e vivência da flor.

Com essas actividades vivenciamos os seguintes milagres:

1-Fruto das marchas, recuperamos uma membro que estava afastada da Igreja há mais de 6 anos.

2-Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama, a unidade ganhou a permissão de ter vários jovens, alguns deles frequentadores, se empenhando em prol da felicidade do próximo, participando das marchas activamente, cada um dentro das suas tarefas no grupo terra.

3-Uma jovem que, durante muitos anos estava sem o filho, pois este encontrava-se com a família do pai. Através do acompanhamento, participando nas actividades dos jovens no Johrei center, 2 meses depois, a ex-sogra pediu para ela ir à busca do filho, que hoje  já se encontra na sua responsabilidade.

4-Uma outra jovem frequentadora,  só de vez em quando aparecia na  Igreja, não se preocupando com as dedicações. Após começar a aparecer nos encontros, começou a interessar-se, participando nas marchas ativamente.

5-Ganhamos a permissão de 2 jovens da unidade se disponibilizarem em dar aulas dos seguintes cursos: Informática  e gestão empresarial, que terão início em setembro.

Para agradecer as graças recebidas, fiz um donativo de gratidão.

Com estas experiências de fé, aprendi que todas as dificuldades e situações servem para o nosso fortalecimento e crescimento espiritual. Aprendi ainda que, quando tomamos a decisão de servir, ganhamos a permissão de fazer o maior número de pessoas felizes!

Comprometo-me como instrumento do Messias Meishu-Sama, em continuar a aprofundar nas orientações dadas pelos nossos superiores!

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação!

Muito obrigado!

61 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário