Rossana Guma – JC Viana Vila II – Luanda

Chamo-me Rossana Rafael Guma, resido em Viana, sou membro e dedico como auxiliar do grupo terra.

Conheci a Igreja Messiânica em 2012 por intermédio da minha irmã membro da igreja.

Os motivos que estiveram na base do meu ingresso a fé Messiânica foram doenças, conflitos familiares e pobreza.

 Quanto à doença, padeci de dores do peito, falta de ar, picadelas no corpo, a pele começou a despelar e ficar mais escura. Na tentativa de solucionar os problemas, recorremos a vários hospitais, igrejas proféticas e casas de quimbandas onde os mesmos alegavam que, como carregava espírito de sereia, precisava dar-lhe de comer. Nas igrejas, davam-me sal e alguns líquidos para tomar banho e pôr no canto de casa. Mesmo assim, não obtive resultados satisfatórios.

Com relação aos conflitos familiares, tudo começou quando passei a enfrentar severas dificuldades financeiras, de forma a não ter o que dar de comer aos meus filhos. Aliás, para amenizar tal situação, colocava água de sal na frigideira para dar para eles. Como não aguentava tanto sofrimento, resolvi viver em casa do meu irmão.

Passado uma semana, sofri insultos por parte de minha irmã por várias vezes e ouvindo tais palavras, fiquei a sofrer devido à mágoa que carregava durante muito tempo ao ponto de ficarmos sem nos falarmos.

Esta situação deixou-me depressiva, chegando a pensar que Deus não existe e devido às humilhações, tornei-me agressiva.

Entretanto, decidi voltar a procurar igrejas, pois sentia que precisava de oração, não importando de que denominação fosse. Assim, fui entrando em algumas igrejas colocando as orientações em prática, porém, como não via melhorias, acabei por desistir. Foi quando lembrei das discussões com a minha irmã, a mencionar o nome da Igreja Messiânica Mundial como solução dos meus problemas.

Assim, preocupada, no dia seguinte decidi procurar a mesma e quando a encontrei, pedi somente oração, mas, nada de falar sobre a minha vida.

Minutos depois, a responsável apareceu, levou-me ao altar e no final pediu-me para fazer a reflexão profunda. Sem saber o que era, fui desabafando com ela, explicando todas as minhas aflições. Visto que foi algo que não aconteceu em outras igrejas devido ao preconceito, mas sim, confessar somente a Deus. Mas, naquele dia consegui expor tudo que me afligia. De seguida, fui orientada as práticas básicas da fé Messiânica.

Mesmo sem entender, fui cumprindo todas as orientações e em menos de um mês de dedicação, as mudanças foram surgindo. A minha situação de saúde foi ultrapassada. As dificuldades que tinha para vender um terreno, também foram ultrapassadas, algo que não conseguia, pois sempre enfrentava empecilho. Mesmo com pessoas interessadas em comprar, quando efectuasse o pagamento havia algum contratempo. Após cumprir com as orientações, finalmente consegui vender e melhorei o meu estado financeiro.

Actualmente, vivo em casa de renda juntamente com os meus filhos, que conseguiram regressar ao ensino académico.

Ganhei um convite para trabalhar em uma empresa, mas não pude aceitar pois faço negócio. Assim, ofereci a oportunidade a um dos meus irmãos que, mesmo formado em estruturas metálicas, há mais de três anos não conseguia emprego. Após pôr em prática a orientação de fazer a vivência da flor, colocando em todos os cómodos de sua casa, para meu espanto, em menos de duas semanas, ele ganhou um emprego na sua área de formação, algo que almejava há muitos anos.

Feliz com essas surpreendentes graças, acompanhei uma senhora, que, enquanto professava a sua igreja, falava-lhe de Meishu-Sama e seus milagres, mas mostrava resistência aos ensinamentos. Após fazermos a vivência da flor e ministração de Johrei em sua casa, ela, que não tinha uma relação saudável com seus irmãos, uma vez que os mesmos a destratavam, depois da dedicação em sua casa, os seus irmãos ligaram para saber como estava o estado de saúde dela. Além disso, eles disponibilizaram-se em conhecer a casa, onde felizes e descontraídos, almoçaram juntos, coisa que não acontecia há muitos anos. Como gratidão, ela está a frequentar a nossa igreja.

  • Uma senhora que estava a viver conflitos conjugais, fui oferecendo-lhe flores. Contudo, sempre que o seu esposo chegasse em casa, deitava as flores no lixo, alegando que eram do cemitério. Preocupada, fui à sua casa de forma a falar com o esposo sobre a importância da flor e lhe pedi para receber Johrei. O mesmo mostrava resistência, mas, de tanto persistir na assistência religiosa, ele, que mostrava ser duro, passou a aceitar as flores e a receber Johrei sem qualquer exigência. Dessa forma, seu lar tornou-se harmonioso e estão a frequentar a nossa igreja.

Concluí que devemos sempre reprimir a ira e entregar todos os nossos problemas à Deus e ao Messias Meishu-Sama!

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama, aos meus antepassados pela permissão de conhecer este caminho da salvação!

Muito obrigada!

121 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário