Luksayda Lima – CA Quilombo – STMP

Chamo-me Luksayda da Trindade Pires dos Santos Lima, tenho 39 anos de idade, resido em Amparo – São Tomé.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de São Tomé e Príncipe no dia 8 de Novembro de 2020 por Intermédio da irmã Hirondina Paquete membro da nossa Igreja, a quem tenho muita gratidão.

Os motivos do meu sofrimento foram conflito conjugal, preocupação, insónia e dificuldades financeiras.

Com relação ao conflito conjugal, no início da nossa relação, eu e o meu marido, vivíamos um relacionamento considerado estável e tudo ia bem na nossa vida, até que ele arranjou outra mulher! A partir desse momento, no nosso lar passou a reinar o inferno, pois ele já não ouvia o que eu falava, não dava mais atenção nos nossos filhos, nem às necessidades básicas de casa. De vez em quando eu pedia-lhe algum valor para compra de algumas coisas para as crianças, e pura e simplesmente dizia-me que não tinha dinheiro e isso aumentava cada vez mais o meu sofrimento! Outra coisa que atormentou a nossa relação, foi quando decidi construir a minha própria casa e pedi a sua ajuda e simplesmente ignorou o meu pedido. Fiquei revoltada e com isso a preocupação tomou conta da minha vida, perdi permissão de dormir regularmente, ou seja, passava a noite em claro. A dificuldade financeira aumentou e o conflito conjugal agudizou-se ao ponto de nos separarmos.

Para solução dos problemas, fiz vários tratamentos tradicionais, busquei apoio dos meus familiares para procurar consenso e sairmos desse inferno, sem obter uma solução.

A minha colega de trabalho, irmã Hirondina, compadecendo-se com meu sofrimento, começou a me ministrar Johrei e dar-me Ikebana para colocar em casa, a partir do trabalho e depois encaminhou-me à igreja. Ao chegar, fui recebida pelo platonista que, depois de me ouvir, orientou-me a passar a frequentar a igreja e receber no mínimo 10 Johrei por dia, colocar Ikebana em todos os compartimentos da casa, assistir os cultos e cultuar os meus antepassados. Ao colocar em prática essas orientações, um mês depois a situação melhorou consideravelmente! Com essas mudanças, passei a frequentar a igreja com mais fervor e rapidamente nasceu em mim o sentimento de me tornar membro. Foi assim que, depois de me qualificar como candidata, tornei-me membro para melhor servir na Obra Divina!

A experiência de fé que passo a compartilhar com os irmãos, está relacionada com o donativo de Construção para a Sede Central da nossa Igreja em São Tomé e Príncipe.

Depois de me tornar membro, comecei a aprofundar na leitura dos ensinamentos de Meishu-Sama. Num dos trechos do livro fé no quotidiano, dizia o seguinte: “Para sermos felizes, precisamos fazer as outras pessoas felizes e a divina recompensa que disso provém, será a sua verdadeira felicidade!”.

Foi assim que nasceu dentro de mim esse desejo de procurar alguém para cuidar. Com essa tomada de decisão em começar a colocar em prática essa acção altruísta, comecei a dar assistência nas famílias incluindo o meu cunhado, sobrinho e a minha irmã. Sempre conversávamos sobre a importância do Johrei e as mudanças que têm ocorrido na minha vida após o meu ingresso na fé messiânica. Mesmo assim, ninguém dava ouvidos nas minhas conversas, nem despertavam para virem comigo à igreja. Pensei que tudo isto era rejeição então, decidi aprofundar numa das tarefas que é o encaminhamento de pessoas na porta da igreja. Mesmo assim, tive grande dificuldade de cumpri-la porque as pessoas não aceitavam o meu convite.

Num dos cultos dominicais, o responsável falou sobre a importância do donativo de construção dirigido à Sede Central em que esta prática de agradecimento também nos ajuda a eliminar as máculas, amplia a expansão das nossas almas e cria condições e força para cumprirmos a nossa missão!

Ao tomar consciência desta orientação, reconheci que isto é que me faltava e ficou registada na minha mente.

No dia seguinte, estava no trabalho e o meu marido chegou e me deu uma quantia em dinheiro. Com este valor na mão, não pensei duas vezes e na mesma tarde fui à igreja e fiz o meu esforço dirigido para a construção da Nave do Templo da Sede Central.

No dia seguinte, ao passar pelo caminho rumo à igreja, encontrei com o meu cunhado a quem eu dava assistência. Ao convidá-lo para ir à igreja, o mesmo não recusou e assim fomos. A minha irmã, num dos cultos dominicais ofereceu-se para vir à igreja sem que alguém lhe convidasse. Recebeu Johrei e ficou muito satisfeita. No regresso, pediu uma flor de Luz para levar para sua casa.

É de realçar que neste mesmo dia, encaminhei três pessoas da família e os mesmos estão a frequentar a igreja! E a dedicação de encaminhamento de pessoas na porta da igreja tornou-se algo satisfatório!

Aprendi que quando tomamos a decisão de fazer as coisas, o Mundo Espiritual também se movimenta em nosso favor!

O meu compromisso é aprofundar cada vez mais nas tarefas e participar na construção da Sede Central da nossa igreja de São Tomé e Príncipe!

Agradeço ao Supremo Deus, Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados por esta grande permissão que me concederam de participar nesta grande obra de Salvação!

Muito obrigada!

78 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário