Ndzie Annick – NJ Ngamakosso/Brazzaville – RC

Chamo-me Ndzie Chencelle Annick, sou membro desde 21 de Novembro deste ano e dedico no Sanguetsu.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial do Congo por intermédio de uma frequentadora da Igreja.

Fui crente de determinada igreja espírita durante longos anos, onde cheguei ao nível de missionária, impondo as mãos que segundo eles, era para expulsar satanás que provoca sofrimento às pessoas enfermas e assoladas por vários sofrimentos. As pessoas encontravam uma cura temporária que, passado algum tempo, o sofrimento voltava com maior intensidade.

Passei a sofrer de ataques espirituais misteriosos; escutava vozes que me prometiam matar; fortes e constantes dores de estômago, de cabeça, insónia e stresse; por fim, perdi o meu bebé, depois de sofrer uma cesariana. Por causa desse sofrimento, deixei de orar e de acreditar em Deus. Todo o meu pensamento e sentimento eram negativos, procurando vingança para a pessoa que me fazia mal. Cheguei mesmo de pedir a Deus que fizesse justiça, tirando a vida de quem matou o meu filho! À medida que os sentimentos negativos aumentavam, também aumentava o meu sofrimento. Os pastores e demais irmãos da igreja que pertencia, vinham na minha casa, fazer correntes de oração, mas nada mudava. Mesmo o pastor-chefe, deslocou-se da igreja sita em Bacongo e veio até Ngamakosso, nos prestar auxílio espiritual especial. Profetizou de que estava a sofrer de ataques espirituais que precisava ser ultrapassado, através de um tratamento específico, senão perderia a vida em pouco tempo! Prescreveu um certo valor para o tratamento e alguns artigos. Enquanto nos preparávamos para o efeito, nos deparamos com a irmã Magalie, frequentadora da Igreja Messiânica Mundial que nos falou dos milagres do Johrei. No dia seguinte, apareceu em nossa casa com um casal de membros que ministraram Johrei a toda família e colocaram flores em casa. Naquele dia dormimos bem, sem tormentos e no dia seguinte, por causa daquela mudança, o meu marido, eu e os nossos dois filhos, tomamos a firme decisão de conhecer a Igreja Messiânica Mundial, no Núcleo de Johrei de Ngamakosso, isto é, em outubro do corrente ano.

Fomos bem recebidos pelo plantonista, que depois de nos ouvir atentamente, orientou-nos as Práticas Básicas da Fé Messiânica.

Com o cumprimento das orientações, notei que em poucos dias, os pensamentos e sentimentos negativos foram acabando e a minha saúde voltou ao normal. Até mesmo a ferida decorrente da Cesariana, que não cicatrizava, cicatrizou! Com isso, fui orientada a agradecer com um donativo especial e assumi o compromisso de dedicar para salvar os meus antepassados, encaminhando pessoas à Igreja.

Numa entrevista que tive com o Ministro, mostrou-me a inconveniência de levantar a mão para outras pessoas, quando a pessoa não tem Ohikari e das possíveis consequências que podem advir de tal prática, mostrando para mim a diferença que existe entre membros da Igreja Messiânica e pastores das outras igrejas.

Passei a dedicar e a receber Johrei, com o desejo de me tornar membro para melhor servir nesta obra. Foi nessa altura que recebemos uma chamada do pastor de Bacongo, a fim de comparecermos na igreja tendo o responsável nos encorajado a ir a esse encontro. No dia combinado, eu e o meu marido, fomos para lá. Ao chegar, recebeu-nos alegremente e de imediato, submeteu-nos em oração, fechando os olhos, tal como tem sido prática daquela igreja. Entretanto, ao longo da oração tive uma visão interessante: “Como se o retrato de Meishu-Sama, estivesse pendurado na parede da igreja!”. Depois da oração, o pastor disse que nosso problema já tinha sido entregue nas mãos de Deus, porque viu uma grande luz que nos envolvia, enquanto orávamos e não era preciso fazer mais nada. Com as palavras do pastor, ficou claro para mim de que se referia ao Johrei. Isso fortaleceu a minha convicção no Johrei e força para continuar na Igreja Messiânica a servir ao próximo.

No dia 21 de Novembro do corrente ano, tive a permissão de receber o sagrado Ohikari juntamente com o meu marido. No mesmo dia, fiz o Sorei-Saishi e materializei um donativo de gratidão, pedindo ao Messias Meishu-Sama que me utilizasse juntamente com os meus antepassados, no nível de membro. Tomei a firme decisão de melhorar o meu servir e passei a distribuir mais flores nos vizinhos e nos colegas de serviço. Tenho vivido vários milagres e passo a relatar alguns:

– Uma vizinha que constantemente era assolada de forte paludismo, passou a receber Johrei em minha casa e uma vez por semana visito a casa dela levando flores, faço a oração, ministro Johrei e juntas montamos uma horta em sua casa. A saúde dela e a dos filhos melhorou.

– Outro vizinho antes era bastante céptico em relação à nossa Igreja, e negava as flores e o Johrei. Certo dia, por volta das 21 horas, ele veio à minha casa em busca do Johrei e flor, pois, estava aflito por causa de uma dor na perna que não conseguia suportar, mesmo tomando medicamentos. Prontamente recebeu Johrei e a flor, sentindo-se aliviado. No dia seguinte veio agradecer, já completamente restabelecido.

– No local de trabalho, uma colega começou a sentir-se mal, com fortes dores nas pernas, como não acreditava no Johrei, friccionamos-lhe bálsamo para aliviar as dores, mas sem resultado. Então ministrei-lhe Johrei e pouco tempo depois, melhorou completamente;

– Um senhor que tinha uma divida para comigo há mais de 8 anos, pagou-me naturalmente sem que eu cobrasse, aliás, já andava esquecida do mesmo dinheiro. Como gratidão, utilizei o mesmo valor para materializar um donativo especial de construção.

Cuido de 5 frequentadores, dos quais, 4 são candidatos à próxima outorga, e participo da marcha de distribuição de flores.

Entendo agora que vivenciar milagres aumenta a nossa convicção para servir Meishu-Sama.

O meu compromisso é divulgar cada vez mais o Johrei e os ensinamentos de Meishu-Sama. Eu e o meu marido, assumimos o compromisso de tudo fazer para que nasça uma Unidade Religiosa na área em que vivemos, pois, acreditamos que a Igreja Messiânica é a Arca de Noé do nosso tempo.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

112 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário