Vivalda Miguel – JC Camama – Luanda

Chamo-me Vivalda Cândida Marques Miguel, sou membro e dedico como encarregada da locução desta unidade.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com o donativo especial de gratidão e com o Sorei-Saishi.

Com o retomar das obras de construção local, pensei em materializar um donativo especial, devido à purificação da minha irmã: problemas de perturbação mental, feridas no rosto, ouvia vozes e falava com espíritos.

A situação ficou tão séria, a ponto de meus familiares exigirem que abandonássemos a Igreja. Segundo eles, a Igreja queria destruir as tradições da família, passando a exigir que devolvêssemos o Retrato e os Ohikari. O meu pai, decidido, foi à Sede Central e ao Johrei Center, no intuito de reunir com os pastores da Igreja no sentido de liberarem as suas filhas; fiquei abalada e com muito medo.

Fui ter com a responsável que me orientou a agradecer pela purificação, dedicar em nome da minha irmã, receber e ministrar Johrei mentalizando-a e fazer donativo. Assim, materializei um donativo de esforço máximo como gratidão pela purificação.

Saía de casa para a Igreja às escondidas, sendo que era uma dedicação com muito sofrimento mas, depois de tudo surgiram as seguintes mudanças:

● Tive a permissão de ser indicada para dirigir a locução;

● Os conflitos com a família passaram, hoje já saio de casa despedindo que vou à Igreja.

● A minha irmã recuperou a saúde.

● Tive a permissão de substituir a minha chefe durante 4 meses com direito a remuneração, coisa que o serviço deixou de fazer há anos, deixando os colegas enciumados, perguntando qual era o segredo.

Mesmo assim, apesar de receber graças, sentia que havia algo que não estava bem. Na família, com todas as condições, meus pais não queriam viver luxuosamente. Preferiam viver numa casa bastante humilde, sem condições dignas e com muitas dificuldades, enfim, várias outras situações difíceis de compreender e aceitar.

Uma vez mais fui orientada a fazer oração convidando os ancestrais e antepassados a fazerem parte da cultura do dia, a aceitarem viver na beleza, pois que na fealdade não existe nada de paradisíaco. Fui também orientada a fazer um donativo de assentamento das linhagens no futuro solo sagrado e a fazer o Sorei-Saishi dos meus antepassados. Coloquei em prática e comecei a notar as seguintes mudanças:

● O meu pai conseguiu abrir a mobília que estava guardada havia 10 anos e mobilar a sua casa nova.

●O meu irmão tinha oferecido um carro para o meu pai que também estava parado há mais de 10 anos, mas que agora já faz uso.

●O meu irmão mais novo teve a permissão de ser pai e realizará o pedido neste mês de Janeiro, também algo que nunca realizamos na família.

● Hoje, apesar do meu pai não se ter mudado completamente para a casa nova, já fica na sala, gozando do conforto do seu lar.

● As conversas e diálogos na família fluem melhor, já há mais amor e harmonia.

Aprendi que, cumprindo com as práticas básicas conseguiremos ser felizes!

Sinto-me profundamente feliz e agradecida a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pelas constantes bênçãos que venho recebendo na minha vida, principalmente de ter conhecido este caminho da salvação!

Muito obrigada!

 

165 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário