“Iluminado pela Luz de Deus, posso viver em paz de espírito mesmo…”

“Iluminado pela Luz de Deus,
posso viver em paz de espírito mesmo em um mundo totalmente envolto pela escuridão”

(…) A nossa Igreja irá construir o Paraíso Terrestre. Primeiramente, a família deverá tornar-se paradisíaca. Portanto, é preciso que o nosso espírito também o seja. Paradisíaco é aquele estado em que, espiritualmente, a pessoa não passa por nenhum sofrimento. Assim sendo, se a precipitação vem a ser um tormento, a angústia de que as coisas não corram a contento também é um inferno. Por conseguinte, no mínimo, precisamos livrar-nos do sofrimento. O melhor meio para extingui-lo é possuir o sentimento de gratidão, isto é, não criar o inferno no coração. A respeito disso, devemos conscientizar-nos de que todas as religiões de até então consideram benéficos os sofrimentos em prol da fé. Existem até mesmo aquelas que chegam a buscá-los.

Observando- se a história, até mesmo o cristianismo, uma importante religião de nível mundial, se expandiu em meio a sofrimentos. Dado que as pessoas em geral possuem essa mentalidade, mesmo após se filiarem à nossa religião, não conseguem livrar-se dessa ideia, que as persegue.

Acima, referi-me ao mundo de até então, que, por pertencer à Era da Noite, era infernal. Por essa razão, mesmo um fiel exemplar não conseguia livrar-se dos horríveis sofrimentos. Finalmente, houve o anúncio do fim da Era da Noite e, agora, a Era do Dia está prestes a se tornar uma realidade. Nossa religião será a orientadora da construção do Paraíso Terrestre. Portanto, devemos evitar a criação do inferno em nosso coração e nele edificar o Paraíso.

Jornal Eiko, no 147, “Deus controla a expansão”

12 de Março de 1952

O Pão Nosso de Cada Dia pág. 183

89 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário