“Eu conduzo as pessoas ao caminho do Paraíso…”

“Eu conduzo as pessoas ao caminho do Paraíso,

ensinando-lhes a Verdade, praticando o Bem

e fazendo com que elas apreciem o Belo” – 1ª Parte

O Paraíso Terrestre a que costumamos nos referir é, em termos mais claros, o mundo do belo. Em relação ao ser humano, é o belo dos sentimentos, ou seja, a beleza interior. Naturalmente, suas palavras como seu comportamento devem ser belos. Isso vem a ser o belo individual e, de sua expansão, nasce o belo social, isto é, o relacionamento entre as pessoas se torna harmonioso. As casas, as ruas, os meios de transporte e as praças públicas se tornam ainda mais belos. E natural que a limpeza acompanhe o belo.

Portanto, em uma escala maior, tanto a política educação e as relações económicas devem tornar transparentes, da mesma forma que as relações diplomáticas entre os países.

Pensando desse modo, podemos perceber o grau de feiura da sociedade contemporânea. O belo é por demais escasso, principalmente nas classes sociais mais baixas. A causa reside no facto de serem extremamente desfavorecidas economicamente. Ademais, isso gera a decadência da Educação e a precariedade das instituições sociais. Daí, nasce a intranquilidade social.(…)

Coletânea Alicerce do Paraíso, vol. 5, “Uma consideração sobre o

Paraíso Terrestre”, 3 de junho de 1910, Jornal Kyusei no 65, 3 de junho de 1950

O Pão Nosso de Cada Dia pág.135

95 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário