Domingos Camilo – JC São Francisco de Assis – Região Centro Sul – Luanda

Chamo-me Domingos Camilo, tenho 75 anos de idade e sou membro.

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores, esta relacionada com importância de assumirmos o nosso compromisso, donativo especial de gratidão e a reflexão profunda.

Sou membro há 14 anos e no princípio do ano comecei a refletir sobre a minha postura de fé e como estava o meu compromisso em relação à Obra Divina de Meishu-Sama. Durante a minha reflexão, lembrei que nunca tinha feito um plantão na unidade, lia os ensinamentos de vez em quando e não fazia os donativos com regularidade.

Talvez por trabalhar 16 anos nas caritas de Angola e por professar durante muitos anos o cristianismo, mesmo recebendo muitas graças nesses anos, ainda tinha muitas dúvidas com relação a divindade de Meishu-Sama e a sua relação com Jesus Cristo.  Quando orava sentia que deveria citar o nome de Jesus Cristo. Em suma, eram muitos pensamentos que carreguei durante esses anos.

Procurei o responsável da unidade e depois da conversa com ele, tomei a decisão de firmar o meu compromisso, começando por escolher um dia de plantão, estudando o ensinamento e fazer os donativos com regularidade.

Depois de começar a fazer o plantão, na terceira semana, quando saía da Igreja, contraí AVC (Acidente Vascular Cerebral). Comecei a sentir perda da fala e nos membros. Passado alguns dias a situação agravou-se. O responsável e alguns membros assistiram-me com o Johrei e fui melhorando lentamente.

Em meio a purificação, nasceu em mim o desejo de materializar um donativo especial para agradecer pela purificação. No dia que acordei normal, fui ao Johrei Center para materializar o referido donativo. Ao chegar na unidade o responsável me disse que a Ministra estava sempre e me sugeriu para orar com ela. No gabinete dela senti que tinha de fazer uma reflexão com a Ministra antes de materializar o donativo, mas de um lado ouvia uma voz que me dizia: “Ela é mulher, como vais fazer a reflexão profunda com uma mulher? Não era melhor fazer com um homem?!”. Mas de repente comecei a falar tudo que estava no meu coração. A ministra me ouviu, no final me orientou, me levou ao altar para orarmos e materializamos o donativo.

Depois disso, purifiquei com muita diarreia durante quatro dias seguidos, algo que nunca tive nesses meus 75 anos de idade. Eliminei bastante sujeira que emagreci muito. Teve um dia que senti que tudo tinha apagado por alguns instantes. Isso fez com que me levassem com urgência ao hospital. Fui submetido à vários exames, mas todos deram negativo. Às 00horas tive alta.

Tive a graça de terem pago todas as consultas e exames na clínica, coisa que talvez não esperava.

Depois de passar por esse processo de disenteria, a boca voltou ao normal, o braço direito ganhou força, e já consigo escrever um pouco e falar normalmente.

Depois de tudo isso que passei, comecei a estudar com o coração livre de preconceito os ensinamentos de Meishu-Sama. Antes eu lia, mas não entendia, agora sinto que a minha mente foi formatada.  Certo dia ao ler o livro luz do oriente volume 3, me deparei com um trecho no capítulo que fala sobre a Ascensão de Meishu-Sama que me fez lembrar da morte de Jesus Cristo e assim concluí que Meishu-Sama é realmente a pessoa que tinha a missão de trazer a salvação para todos os povos e assim as minhas dúvidas acabaram. Tomei a firme decisão, de seguir em frente neste caminho e aproveitar todo esse tempo perdido, dando o meu máximo.

Com esta experiência de fé, aprendi que para seguir este caminho de Meishu-Sama correctamente, devemos fazer uma profunda e sincera reflexão profunda, porque a pessoa com o coração arrependido não vive com medo. Aprendi ainda quem não ter compromisso impede a alma de se expandir.

20 pessoas das que encaminhei se tornaram membros.

O meu compromisso é continuar a aprofundar nas práticas básicas. E não mais desperdiçar o tempo.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela proteção recebida.

Muito obrigado!

142 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário