A Verdadeira Religião

A verdadeira religião deve ter como princípio o cosmopolitismo. (11) Não será verdadeira se tiver como foco apenas um país, povo ou classe, porque quando ela é limitada, existe o risco de surgir conflito de interesses. Visto que a paz é a base da religião, a eliminação dos conflitos deveria fazer parte da sua essência. Consequentemente, entrar em conflito significa renegar a religião. Não obstante, desde a antiguidade, a História regista inúmeras lutas religiosas tanto no Oriente como no Ocidente.

Chamamos de fé shojo a religião que é restritiva, e de religião daijo(12) a que abrange o mundo. Logo se vê que a religião daijo é, de facto, a verdadeira religião.

5 de Novembro de 1949, Alicerce do Paraíso vol. 2

Título anterior: “Religião à luz da verdade (Religião ‘Daijo’
(11) Cosmopolitismo: Meishu-Sama se referiu ao pensamento filosófico que considera a humanidade uma única nação, não vendo diferença entre as mesmas, considerando o mundo como uma só pátria.
(12) Daijo: Neste caso, refere-se à religião de carácter liberal, abrangente, que preza pelo bem-estar da coletividade acima do bem-estar individual ou de apenas um grupo.

106 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário