“Meu Deus, cada vez que me ajoelho diante…”

“Meu Deus, cada vez que me ajoelho diante de Vós,

lágrimas escorrem de meus olhos, pela vida nova que me concedestes.”

Interlocutor: A pessoa melhora porque acredita, e não melhora porque não acredita. Não será́ isso?

Meishu-Sama: Não. Mesmo não acreditando, a pessoa pode se restabelecer. Quando a pessoa ainda não se converteu à Fé́, mesmo que ela não acredite, Deus a faz restabelecer-se. Mas, se ela duvidar mesmo depois de ter alcançado um certo entendimento, haverá́ uma pequena diferença.

Interlocutor: Eu diria que, no recebimento do Johrei, há́ uma certa diferença para a obtenção de graças: quando a pessoa sente real gratidão e quando ela faz pouco caso.

Meishu-Sama: Entretanto, não se pode generalizar. Quem não conhece o Johrei, acha que é um absurdo melhorar com “uma coisa dessas”. Esse procedimento está de acordo com a lógica. Agora, se a pessoa, mesmo presenciando o milagre, ainda continua duvidando, nesse caso significa que o homem é que está errado. Por isso há́ diferença no resultado, e a re-purificação acontece por esse motivo. Já que sarou, a pessoa deveria pensar que, recebendo Johrei, a cura é absoluta, e achar que o Johrei é algo fabuloso; no entanto, apesar de curada, ela ainda continua vacilando. Então, o Espírito Guardião fica zangado e a faz sofrer uma vez mais.

Interlocutor: A pessoa recebe o Ohikari e se restabelece da doença. Mesmo assim, quando não há́ sentimento de gratidão, aumenta a possibilidade de uma re-purificação. Seria isso?

Meishu Sama: Sim. Em Deus não há́ o mínimo de erro. Tudo está de acordo com a lógica.

Registo de Orientações Vol. 23 (01/08/53) – O Pão Nosso de Cada dia pág. 214

119 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário