Sol e Lua

Gostaria de explicar a respeito do Sol e da Lua do ponto de vista religioso. Por ser um assunto profundamente misterioso, os leitores poderão achar que eu esteja forçando uma interpretação. Todavia, o que eu vou expor é a Verdade e, por esse motivo, peço que leiam com a máxima atenção.

No Japão, desde os tempos remotos, existem três objetos58 considerados sagrados: uma pedra, uma espada e um espelho. A pedra simboliza o Sol; a espada, a Lua; o espelho, a Terra. A pedra tem a forma do Sol; a espada assemelha-se à Lua crescente, e o espelho é octogonal. Cada lado representa uma das oito direções, ou seja, os pontos cardeais e colaterais: Norte, Sul, Leste, Oeste, Nordeste, Noroeste, Sudeste e Sudoeste. Desses três elementos simbólicos, a Terra, evidentemente, dispensa comentários, pois já a conhecemos. Uma vez que o Sol e a Lua têm um significado profundo, vou explicá-lo a seguir.

Para uma melhor compreensão, valho-me da interpretação dada pela Igreja Tenrikyo. Segundo ela, o som em japonês das palavras Sol e Lua são, respectivamente, “ri”59 e “tsuki”, que remetem a duas ações: recuar e enfrentar. Considero interessantíssima esta interpretação.

No Mundo da Noite, em qualquer situação, as pessoas apreciam os enfrentamentos. Em grande escala, existe confronto entre países, que nada mais é do que a guerra. O choque de interesses também é uma forma de enfrentamento. Todos sabem que, antigamente, a guerra era feita com espadas. O espírito da palavra tsuki também está presente na palavra japonesa tsukiai, que designa o relacionamento entre as pessoas. Existe, ainda, a expressão tsukissussumu (enfrentar e superar), que tem a conotação de vencer. De fato, essa é a atuação da Lua, que representa a Era da Noite.

Em contrapartida, o espírito da palavra hiki se relaciona a: atrair para si, recuar a tropa, render-se, ceder e, ainda, “contrair resfriado”, que consideramos algo positivo. Estas são ações opostas às da Lua. Com base nisso, na Era do Dia, tudo ocorre sob a atuação do espírito da palavra hiki; portanto, perder é uma coisa boa. Em termos de comportamento humano, significa ser humilde. Seguindo essa lógica, se os seres humanos cederem uns aos outros, não existirá qualquer possibilidade da ocorrência de atritos.

O objetivo da nossa religião é a construção de um mundo sem doença, pobreza e conflito. Pelo exposto acima, consideramos possível a eliminação do conflito.

Na nossa obra, a ação do Sol, ou seja, do elemento fogo, predomina e, por esse motivo, ao invés da ação da Lua, devemos agir tendo em mente a ação de ceder e aproximar. Dessa forma, muitas e muitas pessoas serão atraídas. Além disso, uma vez que o Sol tem o formato de uma bola , é natural que devamos ser pacíficos e agradáveis, com atitudes suaves e flexíveis.

30 de janeiro de 1950

Alicerce do Paraíso vol. 3

 

 

Três objectos sagrados: as três relíquias da Coroa Japonesa (sanshu no jingui) consideradas sagradas são a joia (pedra) Yasakani no magatama, a espada Kusanagi no tsurugui e o espelho Yata no kagami. A espada e o espelho estão guardados em santuários xintoístas em Nagoya, na Província de Aichi (Santuário de Atsuta), e em Ise, na Província de Mie (Santuário de Ise); a joia se encontra no Palácio Imperial, em Tóquio.

Ri: leitura fonética do ideograma 日(hi).

129 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário