Teoria Sobre os Efeitos Contrários

Ao observar as pessoas em geral, há aquelas que não obtêm resultados satisfatórios naquilo que executam com esforço ou naquilo que realizam acreditando que seja um bem. Isto ocorre porque desconhecem totalmente a teoria dos efeitos contrários, ou melhor, falta-lhes discernimento a respeito daquilo que vai além da razão. Vou explicar a respeito disso. Aquele que ler e entender essa teoria, poderá obter um ganho inesperado. Apresentarei alguns exemplos.

O facto a seguir tem-se passado com frequência entre os fiéis que estão na posição de ministro. Baseado no pensamento de se valorizar, eles tentam mostrar-se mais elevados, mais importantes do que realmente são. Contudo, ao manifestarem seu verdadeiro interior, pelo contrário, deixam de ser vistos como importantes. Por essa razão, aqueles que mantêm uma atitude moderada e se sentem satisfeitos em ser modestos, ao contrário, passam a ser vistos como pessoas dignas de consideração.

Existem, também, os que gostam de contar os seus sucessos, o que desagrada aos ouvintes. A exibição é condenável. Quem expõe os factos tal qual eles se apresentam, granjeia maior simpatia, e seu modo moderado de falar o enobrece perante o ouvinte.

Ao ajudar alguém, deve-se evitar falar como se estivesse vendendo favores, pois isso só serve para diminuir o apreço das pessoas.

Conforme vemos pelos exemplos acima, em tudo há os efeitos contrários. Por essa razão, devem levar em consideração essa realidade, pois assim procedendo, o resultado será, em geral, melhor do que se esperava. Certa vez, cedi à insistência de um visitante a quem vinha evitando, e concedi-lhe uma entrevista. Ele perguntou-me: “– Qual é o deus da Igreja Messiânica Mundial?” “– Ignoro-o completamente”, respondi.
Então, ele tornou a interrogar-me: “– Meishu-Sama, o senhor prevê todos os acontecimentos, não é?” “– Eu nada sei, porque não sou Deus”, disse-lhe. Parece-me que ele se decepcionou e nunca mais voltou.

Da mesma forma, nas ocasiões em que desejo comprar um terreno e a pessoa quer vendê-lo, pergunto-lhe o preço. Querendo tirar proveito, diz um preço bem alto. Então, não demonstro qualquer interesse e fico aguardando. Dias depois, ela vem à minha procura, toda ansiosa. Aí, informo- lhe que não quero mais adquirir o terreno. A pessoa acredita no que eu disse e passa a me oferecer um preço mais acessível.

Outrora, apareciam muitas pessoas que queriam me enganar e extorquir dinheiro. Nessas ocasiões, antes que tocassem no assunto, eu lhes indagava se não conheciam alguém que pudesse emprestar-me dinheiro, porque eu estava muito necessitado. Então, elas acabavam se retirando, sem mencionar o motivo que as trouxera até mim.

Há igualmente ocasiões em que, ao ver uma pessoa que tem qualidades e que futuramente poderá ser útil, intencionalmente trato-a com frieza. Nesse momento, ao invés de se tornar desinteressada e negligente, ela passa a mostrar empenho ainda maior e a realizar ótimos trabalhos. É justamente essa pessoa confiável que eu procuro utilizar em uma posição importante.

Muitos outros exemplos poderiam ser citados, mas ressalto que considerar a teoria dos efeitos contrários é de grande utilidade a todos.

Jornal Eiko no 124, 3 de outubro de 1951

Alicerce do Paraíso vol. 4

127 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário