A Figura Paterna Que Guardo Em Meu Coração – Parte 1

Certo dia, quando fui ao quarto de meu  pai, Meishu-Sama, havia, em cima da mesa, um papel com algo escrito. Involuntariamente, abri-o e vendo que seu conteúdo era sobre ele, perguntei se podia ler.

Com o seu consentimento, iniciei a leitura e verifiquei que havia uma série de maledicências a seu respeito. Quem as escreveu foi um ex-empregado que trabalhara até pouco tempo conosco e que fora despedido devido à sua péssima conduta. Parece-me que ele fez aquilo por ter sido demitido e ameaçava publicar o conteúdo do texto em algum jornal.

Meu pai deixou que eu, seu filho, lesse aquela carta cheia de palavras maldosas contra ele, sem nenhum receio. Refletindo sobre o assunto, se não tivesse muita confiança em si mesmo, não teria procedido daquela forma. Uma pessoa comum, provavelmente, teria escondido logo o papel.

Um filho

Reminiscências sobre Meishu-Sama vol. 3

139 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário