A Figura Paterna Que Guardo Em Meu Coração- Parte 6

O fato que se segue é uma recordação da época em que morávamos no Hozan-So.

Após as refeições, meus pais, meus irmãos e eu passávamos momentos muito animados. Quando tocava uma música no rádio, meu pai, cheio de humor, acompanhava o seu ritmo, batendo numa lata de chá e fazendo malabarismos com a mesma. Eram demonstrações realmente hábeis e divertidas que provocavam gargalhadas em todos.

Havia ocasiões, no domingo, em que todos nós íamos a Guinza para uma refeição agradável.

Ele nos levava também ao cinema, e há um fato daquele tempo de que me lembro bem. Eu gostava muito de filme de samurai e, quando meu pai nos disse que iríamos ver Tarzan, chorei. Mas foi decidido que iríamos mesmo assistir o que ele propusera. Comecei a ver a fita chorando mas, gradativamente, fui me interessando e, sem perceber, fiquei entusiasmado. Essa foi a primeira vez que assisti a um filme estrangeiro.

Um filho

Reminiscências Sobre Meishu-Sama vol.3

53 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário