“…gratidão gera gratidão, abrindo todos os nossos caminhos…”

🙎🏿‍♀️ Isabel Pedro Quiala | Região Centro-Sul- Núcleo de Johrei 15 de Junho

📍 Província de Luanda
🇦🇴 ANGOLA

Sou membro e dedico no Grupo Terra.

Conheci a Igreja Messiânica em 2011, por intermédio de uma missionária.

Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja foram: mortes constantes na família e conflitos familiares.

Quanto às mortes na família, os meus familiares acusavam-me de ser a culpada de tais situações, gerando portanto conflitos.

Foi neste quadro de sofrimento que fui encaminhada à Igreja, onde recebida pelo plantonista, orientou-me as práticas básicas que cumpri sem nenhuma dificuldade e em pouco tempo, tudo foi ultrapassado. Como gratidão, tornei-me membro para melhor servir nesta obra Divina de salvação.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a criação da minha rede de salvação e de fazer os donativos corretamente.

Eu vivi um período de muito sofrimento, mudando de casa em casa alugada; para agravar ainda mais a situação, os meus familiares não gostavam nada do meu marido. Como messiânica, eu apenas agradecia e continuava a dedicar, na esperança de que Meishu-Sama viesse a mudar a minha vida.

Quando menos esperava, o irmão que mais se implicava comigo, ofereceu-me uma casa onde passei a viver.

Foi assim que, renovando o meu compromisso como encarregada da Rede da Salvação, montei a minha rede através das pessoas que eu acompanho. Desta feita, passei a esforçar-me mais na abertura de casas e na visita dos membros ao redor.

Passado algum tempo, eu que pensava que não poderia trabalhar pelo facto de ser encarregada da rede, o meu irmão pagou-me um curso e comecei a trabalhar com um salário considerável.
Para agradecer pelo emprego, fui orientada a fazer um donativo especial, tendo o meu salário naquele mês, subido para mais 15%. Algum tempo depois, ao deixar de fazer o dízimo, o responsável acompanhado de duas missionárias, visitaram a minha casa onde realizaram a vivência da flor com toda a família e nessa altura, como eu estava sem o retrato de Meishu-Sama, fiz um donativo para adquirir um outro; surpreendentemente, o meu salário subiu para mais 50%; fazendo os donativos correctamente, atingi em pouco tempo, um aumento de 90% do salário.

Passo a relatar, alguns milagres vivenciados, durante o acompanhamento que tenho feito:

– Um vizinho quimbandeiro a quem passei a ministrar Johrei, confessou que queria matar a filha da dona da casa onde ele era inquilino; expliquei-lhe que não era necessário ele fazer aquilo, mas que orasse, entregando tudo nas mãos de Deus; dias depois, o mesmo abandonou a residência e desapareceu do bairro.

– Uma vizinha que foi operada porque tinha mioma, fui até à sua casa e com permissão, passei a ministrar-lhe Johrei; ela não saía de casa porque urinava através de uma sonda; em três dias de assistência, foi-lhe retirada a sonda e agradeceu bastante porque a previsão para a retirada da sonda era muito prolongado.

– Um frequentador que tinha uma ferida crónica, durante 24 anos, doença vulgarmente chamada de tala e que andava de moletas, fez vários tratamentos tradicionais, mas continuava na mesma; encaminhado à Igreja, em menos de um mês, deixou as moletas; recebeu a graça de um emprego e está a trabalhar.

– Uma frequentadora que tinha dificuldades para engravidar, muitos conflitos com o esposo, vivia na casa da sogra; encaminhada à Igreja, ao cumprir com as práticas básicas, passado algum tempo, ficou grávida e hoje o esposo construiu uma casa onde ela está a viver.

– A minha irmã que veio da Província, sofria de perturbação mental; com o recebimento de Johrei e a ida aos locais de maior luz da nossa Igreja, ficou boa e está a fazer o seu negócio.

– O meu esposo ganhou uma nova compreensão sobre a igreja, isto porque anteriormente eu não tinha hora para chegar à casa; após o responsável ajudar-me a coordenar a minha programação, a situação mudou, pois já consigo chegar a tempo de organizar a casa. Essa mudança fez com que o marido começasse a ver a nossa Igreja com outros olhos, tanto que, pediu-me que o levasse à Igreja e já assistiu ao culto dominical; também autorizou a outorga das crianças e ainda comprou um terreno para mim.

A minha irmã recebeu a graça de conseguir um emprego e também está noiva. Em poucos meses de trabalho, o seu salário se multiplicou.

– O meu irmão mais velho ofereceu-me valores para comprar um telefone e está a construir uma casa de primeiro andar. Um outro meu irmão que pedia esmola na rua, ofendia as pessoas e falava sozinho, hoje mudou de postura.

Assinalar que, fazem parte da minha Rede da Salvação, 10 membros e 20 frequentadores.

Aprendi que, dedicar é sinal de gratidão e que gratidão gera gratidão, abrindo todos os nossos caminhos.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

29 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário