Como Distinguir A Pessoa Má

Há muito tenho estado em contato com diferentes tipos de pessoas e concluí que, para viver, o mais importante é saber distinguir a pessoa boa da pessoa má. Penso assim, principalmente por me aparecerem, ultimamente, muitos indivíduos querendo me extorquir. No entanto, acho interessante o fato de eles possuírem, cada qual, sua peculiaridade. Vejamos.

Em primeiro lugar, eles são incrivelmente “hábeis” no falar. Embora estejamos prevenidos, há vezes em que acabamos encantados com seus discursos. Nesse ponto, quase não existem exceções. Em segundo lugar, eles falam muito alto e são persistentes. Outra coisa interessante e contra a qual devemos nos acautelar é que alguns agem infundindo o medo, e outros, pelo contrário, atuam com muita gentileza.

Em geral, imaginamos que pessoas perversas possuem fisionomia amedrontadora, mas na maioria das vezes, ocorre o contrário, ou seja, elas aparentam ser bastante gentis e afáveis. Pensando bem, veremos que, se tivessem de fato um semblante assustador, as pessoas ficariam vigilantes e, dessa forma, a possibilidade de sucesso seria pequena. Por outro lado, apresentando uma feição bondosa, fica mais fácil ludibriar os ingênuos.

Agora, falarei sobre as pessoas bondosas. Pela minha longa experiência, observo que as pessoas inábeis ao falar, mas com um desempenho adequado no trabalho, são mais numerosas do que as habilidosas. Ora, isso ocorre, pois quem é bom de conversa consegue ludibriar e passa a viver enganando os outros com naturalidade. Ao contrário, quem não o consegue, procura melhorar seu desempenho por meio do próprio esforço alcançando, portanto, bons resultados.

Jornal Hikari no 17, 9 de julho de 1949

vol. 4

532 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário