NÃO JULGUEIS

“Não julgueis” é um assunto sobre o qual nunca é demasiado insistir.

Há pessoas que pensam e falam de seus semelhantes como sendo bons e maus. Em alguns casos, vão tão longe que chegam a dizer que determinadas pessoas estão possuídas por maus espíritos. O homem não pode conhecer o bem e o mal, o certo e o errado dos outros. Essa sabedoria pertence ao domínio de Deus. Somente Ele é capaz de julgar. É a vaidade que faz com que o homem se arrogue o direito de julgar seus semelhantes.

Há pessoas que condenam as crenças alheias. Em nossa Igreja, há membros que pensam que algumas de nossas filiais precisariam ser reorganizadas. Devemos usar de muita cautela ao lidar com situações desse género. As pessoas que agem motivadas por falsas opiniões incorrem, frequentemente, na culpa de interferir no funcionamento do Plano Cósmico. Deveríamos ter em mente que o Supremo Deus a tudo preside e que Sua Sabedoria é por demais profunda para nosso entendimento superficial. Atenhamo-nos estritamente ao preceito “Não julgueis para não serdes julgados”, se quisermos conduzir nossas vidas centralizadas em Deus.

Por Meishu-Sama

Os Novos Tempos

205 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário