“EU PENSAVA QUE A FELICIDADE ERA APENAS UM SONHO. AGORA, EU A VEJO DIANTE DE MEUS OLHOS, E LÁGRIMAS DE ALEGRIA ROLAM-ME PELA FACE”

“EU PENSAVA QUE A FELICIDADE ERA APENAS UM SONHO.

 AGORA, EU A VEJO DIANTE DE MEUS OLHOS, E LÁGRIMAS DE ALEGRIA ROLAM-ME PELA FACE”

Quando as pessoas de visão shojo vêem as nossas actividades religiosas, limitam-se a ficar surpresas e sequer tentam compreender aquilo que verdadeiramente objectivamos. Se elas se restringissem a isso, não haveria problema; porém, há aquelas que espalham boatos contra nós, dizendo que levamos uma vida de luxo, moramos em palacetes. Posto que desenvolvemos as nossas actividades exclusivamente com as doações de fiéis, é desnecessário depender de outros recursos. Além disso, se concordássemos com as críticas de pessoas de fé shojo, teríamos que deixar estragar ou até jogar fora os alimentos especialmente ofertados pelos fiéis. E, também, não tem cabimento devolver ou vender no mercado paralelo os objectos que recebemos. Da mesma forma, não poderíamos deixar de utilizar grandes imóveis que nos são oferecidos com tanto amor pelos fiéis. Muito pelo contrário, é por intermédio dessas doações que podemos desenvolver o grande trabalho de salvação da humanidade e, quando pensamos nisso, compreendemos quão equivocada é a visão das pessoas de Fé shojo.

Uma vez que o ideal de nossa religião é construir um mundo sem doença, pobreza e conflito, as pessoas que nela ingressam passam a viver com saúde e prosperidade, plenas de harmonia e alegria. Todavia, do ponto de vista daqueles que padecem em uma sociedade infernal, como a de hoje, isso é algo inimaginável. Eles refutam a possibilidade da concretização desse ideal e pensam que tudo não passa de artimanhas para atrair o povo. Pode ser também que, para essas pessoas, os modelos do Paraíso Terrestre que estamos construindo sejam meras construções suntuosas, totalmente desnecessárias. O nosso objectivo, no entanto, é promover o cultivo de nobres sentimentos, possibilitando, de vez em quando, que as pessoas se distanciem desta sociedade infernal e se deleitem em lugares paradisíacos envoltas por uma atmosfera celestial de Verdade. Bem e Belo, imersas em um estado de suprema alegria. Assim, fica claro que a construção desses modelos é uma necessidade para o homem contemporâneo.

Actualmente, o ambiente social produz pessoas desprezíveis e degrada os jovens, não havendo, portanto, um lugar sequer que não seja origem do mal social. Por esse motivo, po demos afirmar que o nosso Paraíso Terrestre é um oásis único no mundo actual. Se as pessoas compreendessem realmente o quanto o nosso projecto é nobre e arrojado, ao invés de nos censurarem, deveriam manifestar o seu inteiro apoio.

Existe, ainda, uma importante questão. Nem é preciso dizer o quanto os japoneses, devido às guerras e invasões que perpetraram tempos atrás, foram recriminados pelo mundo e perderam sua confiança. Portanto, recuperar essa confiança, o mais breve possível, é uma questão seríssima que nos é imposta. Nesse sentido, o modelo do Paraíso Terrestre é um local de extrema importância para mostrar tanto as belezas naturais do Japão, como também o talento artístico característico dos japoneses. Desde já, a minha expectativa é que esse modelo, ao ser concluído, se torne alvo de admiração mundial, pois, além de contribuir para a satisfação dos visitantes estrangeiros, fará reconhecer o elevado nível da cultura japonesa.

De acordo com o que expus, fica explicado o que é fé shojo e fé daijo.

Coletânea Alicerce do Paraíso, vol. 2. “Fé Shojo”, 11 de Março de 1950

O Pão Nosso de Cada Dia pág. 265

162 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário