Angélica Punga Txindji – CA Dundo – Lunda-Norte/Angola

Chamo-me Angélica Punga Txindji, tenho 52 anos de idade, sou membro, dedico como encarregada da limpeza no Centro de Aprimoramento do Dundo e resido no bairro Camaquenzo-2 zona do Mulegima/Dundo.

Conheci a Igreja Messiânica no dia 22 de janeiro de 2007, por intermédio do irmão Chimiti, membro e dedicante desta igreja.

Os motivos que me levaram a conhecer esse maravilhoso caminho da salvação foram: doenças e conflitos familiares.

Quanto a doença, sofria de dores nas pernas e cabeça aberta que me impossibilitava de levar qualquer coisa. Tudo começou quando a minha família acusou a minha mãe de feiticeira, e que ela é que estava a me enfeitiçar. Para resolver a situação da minha saúde, percorri vários caminhos a procura da solução, tais como: hospitais, curandeiros e até em algumas igrejas espirituais, gastando assim avultadas somas em dinheiro, mas sem solução. Foi nesse quadro de profundo sofrimento que me encontrei com o Supremo Deus e Messias Meishu-Sama.

Certo dia, mesmo estando doente, resolvi visitar uma amiga que se encontrava na Igreja Messiânica. Para o meu espanto, o irmão Chimiti que lá estava presente convidou-me a frequentar. Falou-me da igreja, dos seus milagres e em seguida orientou-me a seguir as práticas básicas da fé:

  • Receber 10 Johrei por dia;
  • Dedicar na nave e no banheiro;
  • Dedicar no pólo agrícola;
  • E encaminhar pessoas à Igreja

Coloquei em prática todas as orientações e durante um mês de frequência, o conflito e a doença passaram consideravelmente. Como gratidão, materializei o meu donativo de ingresso na fé e de outorga do Ohikari, para melhor servir na obra divina.

A experiência de fé que passo a compartilhar com os irmãos está relacionada com o donativo especial.

Em 2018, as minhas duas filhas estavam grávidas. A família do esposo da minha filha caçula resolveu vir fazer o pedido da mesma. Assim, no dia da cerimónia eu baixei a cabeça e de repente ouvi uma voz me dizendo: Txindji! As suas duas filhas estão grávidas, mas vais perder uma! Ouvindo aquilo, agradeci do fundo do meu coração e comecei a dedicar incansavelmente.

Passando alguns meses, tive um sonho com os meus antepassados pedindo que fizesse um donativo especial em nome das minhas filhas. No momento, eu não tinha dinheiro, mas liguei para a minha filha mais velha, para lhe contar o sonho. Ela disse “mãe, tenho aqui valores em Kwanza”. Com esse dinheiro pedi que ela materializasse o donativo.

Assim, ela foi até a igreja fez o donativo especial com uma parte do dinheiro e a outra parte enviou para a irmã dela. No dia seguinte, fomos a igreja.  A minha filha caçula fez o seu donativo especial com os valores vindos de sua irmã e em seguida fomos para casa.

Na noite do mesmo dia, os antepassados manifestaram-se, dizendo: “Olha, nós queremos que o dinheiro saia do bolso dela. Então, aquele donativo que ela fez não tem o seu próprio esforço”. Eu Falei com ela a respeito disso, porém ela negligenciou. No dia do parto aconteceu o inesperado, ela teve que sofrer cesariana, mas acabou por perder o bebê.

Passados alguns meses, a menina ficou grávida outra vez, e fui outra vez advertida pelos antepassados para que ela fizesse um donativo especial com o dinheiro dela e assim o fez. Tendo feito isso, comecei a receber muitas críticas e advertências que só serviram para o meu fortalecimento, de que ela não podia estar outra vez grávida porque vinha de uma operação. No ano passado, no dia 25 de fevereiro, a minha filha caçula teve uma bebé muito saudável.

Aprendi que o Meishu-Sama é realmente o Messias esperado pela humanidade com o poder de purificar, salvar e ressuscitar. Tenho a horta-caseira, faço donativo corretamente. Já encaminhei 10 pessoas na igreja, das quais 03 são membros. O meu compromisso é de me empenhar ao máximo na obra Divina para salvar o maior número de pessoas na fé.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados pela permissão que me deram de conhecer este maravilhoso caminho da salvação. Ao reverendo, ministros, missionário, membros e frequentadores e a todos que compartilharam o meu relato de fé o meu muito obrigada.

87 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário