Ingrácia Francisco Manuel – NJ Mutema/ Camama/Luanda – Angola

Chamo-me Ingrácia Francisco Manuel, tenho 43 anos de idade, sou membro e dedico como encarregada do grupo lua na unidade acima citada. Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola em 2003.

Os motivos que me levaram a conhecer este maravilhoso caminho da salvação foram:

  • Doenças
  • Morte dos meus filhos
  • Conflito familiares durante 1 ano e 8 meses.

Neste período sofri de cabeça aberta que não me permitia conversar com as pessoas e nem conseguia ficar de pé, chegando ao ponto de me colocarem num quarto escuro!

Quanto à doença dos meus filhos, a primeira morreu com varicela. As outras duas, uma partiu com 4 meses e outra de 16 anos, morreu com diarreia e os médicos desta vez também não sabiam dizer o que tinha ao certo.

Com este sofrimento todo, decidi ir nas casas dos quimbandas e igrejas espíritas, gastando avultadas somas em dinheiro, mas, não obtive os resultados desejados e em consequência disso surgiu o conflito familiar.

Nesta altura a irmã Domingas vendo o meu sofrimento encaminhou-me à igreja.

Na igreja fui recebida pelo plantonista que depois de ouvir-me atentamente orientou-me o seguinte:

  • Receber 10 Johrei por dia
  • Manter a flor de luz em casa
  • Ter a horta caseira
  • Dedicar na nave e no banheiro
  • Encaminhar outras pessoas a igreja e assistir os cultos.

Cumpri as orientações sem dificuldades e em 1 mês todo o sofrimento que me assolava passou. Fruto dessas graças, nasceu em mim o sentimento de agradecer a Deus e Meishu-Sama por tudo que tem me proporcionado.

Assim materializei o donativo de ingresso na fé e de outorga e tornei-me membro para melhor servir na Obra Divina.

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores está relacionada com o acompanhamento de casas.

Em 2017 fiz um crédito no banco e apareceu uma senhora que me fornecia mercadorias. Ela levou o dinheiro a fim de trazer a mercadoria, mas, até a data presente desapareceu! E assim começou a minha desgraça.

O banco começou a cobrar-me, o marido arranjou outra mulher e abandonou-me, os filhos deixaram de ir à escola por falta de pagamento. Comecei a purificar com tensão alta, já não conseguia ir ao mercado por vergonha. As colegas me criticavam a dizer que acabei mal.

Recebemos a visita do Ministro da área na unidade e aproveitei para relatar o meu sofrimento! O Ministro orientou-me a fazer uma limpeza profunda e vivência da flor em minha casa e cuidar das casas dos membros realizando a mesma prática em todas elas. Sem demora pratiquei a orientação e obtive as seguintes mudanças:

  • Uma senhora membro foi abandonada pelo marido, que arranjou outra mulher, e os filhos estavam sem estudar. Depois de realizar a limpeza, vivência da flor e montar a horta em sua casa, foi enquadrada no grupo e 3 dias depois, ganhou a permissão de fazer tranças na praça. Assim está a conseguir sustentar os filhos e um dos vizinhos prontificou-se em pagar os estudos dos dois filhos em troca de lavarem o carro e varrerem o seu quintal.
  • Uma senhora membro que já não queria saber da igreja, ficou afastada durante 2 anos, o marido a abandonou com os filhos, inclusive o mais velho estava doente. Depois de ter feito também a limpeza e vivência, e de ter lhe enquadrado no grupo, ela ganhou um dinheiro para fazer negócio e hoje já se encontra bem e está a dedicar.
  • Uma senhora frequentadora externa que estava a passar com dores de barriga e sentia-se muito cheia pois não conseguia beber água, nem conseguia comer em condições, depois de ir até sua casa e fazer as mesmas práticas de limpeza, flor e horta caseira, na mesma noite ela purificou com diarreia e teve a saúde restabelecida.

Fruto do esforço em cuidar da felicidade do próximo, tive a permissão do marido regressar ao lar, os filhos voltaram a estudar e ele deu-me um valor para começar a realizar negócios. A dívida foi saldada e inclusive cortaram um mês dizendo que já estava pago.

Com gratidão, fizemos um donativo especial para pavimentação da Sede Central de África e da construção do centro de aprimoramento do Kilamba Kiaxi.

Com todas as graças recebidas, aprendi que quando cumprimos as orientações dos nossos superiores praticando os ensinamentos do Messias Meishu-Sama, tudo torna-se mais fácil.

O meu compromisso é de continuar firme na fé, ser útil a Deus e Meishu-Sama e aprofundar no amor ao próximo.

Por permissão do Supremo Deus e do Messias Meishu-Sama, encaminhei 180 pessoas das quais 25 são membros e actualmente cuido de 5 casas, 2 de membros e 3 de frequentadores.

Faço dízimo, donativo de construção e donativo diário, tenho a horta caseira e cuido de uma casa de frequentador.

O meu compromisso é de empenhar-me cada vez mais na Obra Divina e salvar o maior número de pessoas!

Ao Reverendo, Ministros, Responsáveis, Membros, Frequentadores recebam a minha eterna gratidão!

Muito obrigada!

103 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário