Luísa da Conceição – JC Lubango – Angola

Chamo-me Luísa da Conceição, tenho 46 anos de idade e vivo no bairro da Lalula. Sou membro há 19 anos e dedico como auxiliar do Sanguetsu.

Conheci a Igreja Messiânica no ano 2000, por intermédio da irmã Zumba, membro desta igreja.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram: doenças, pobreza e conflitos.

Quanto á doença, sofria com fortes dores das pernas e maus sonhos constantes durante 10 anos. Devido a estes sofrimentos, procurei vários tratamentos hospitalares e tradicionais porque além de outras doenças também tinha dificuldades para engravidar e o marido com quem vivia na altura, desejava ficar com uma mulher que fizesse filhos. Como não encontrava uma solução para esse problema, encontrava-me altamente desesperada, pois tinha muito apego a ele. Não queria que ele me deixasse!

Quando estava à procura de cura no hospital em Luanda, onde fazia consultas médicas, tive a permissão de me encontrar com a senhora Zumba, que me falou da igreja Messiânica e dos seus milagres. Aceitei o convite para visitar a igreja. Fui recebida pelo plantonista, que me ouviu atentamente e orientou-me o seguinte:

  • Receber 10 Johrei por dia
  • Manter a flor de luz em casa
  • Assistir os cultos e dedicar na limpeza do banheiro.

Cumpri com estas orientações sem dificuldades durante 7 meses e comecei a notar melhorias:

A doença e os maus sonhos passaram. Quando meu esposo viu os milagres, ofereceu-me o donativo de outorga. Dias depois de me tornar membro, ele também começou a frequentar a nossa igreja. Neste momento, o problema da infertilidade ainda permanecia, mas eu tinha fé que iria ser salva dessa situação.

A experiência de fé que passo a relatar aos irmãos está relacionada com a força do Johrei e da flor de luz.

Quando me tornei membro, o marido vendo que outros problemas haviam sido já superados, pensava que a infertilidade já não tinha solução e não queria mais esperar! Após alguns dias, o conflito no lar intensificou-se. Como ele queria ter filho e o tempo de espera já era demais, decidiu pela separação. Por causa disso, fiquei desanimada e deixei de frequentar a igreja.

Eu até fugia dos irmãos messiânicos que me procuravam em casa porque não queria mais nada com a igreja, por ter perdido o marido que tanto amava.

Passando alguns dias, à noite sonhei com o meu irmão com o Ohikari no pescoço. Mas, ele não é membro da nossa igreja.

Através deste sonho, nasceu em mim o sentimento de voltar à igreja para explicar o acontecimento ao responsável da unidade religiosa. Foi o que fiz no dia seguinte. Recebi a orientação do ministro da área para ministrar, no mínimo, 20 Johrei por dia de preferência para as senhoras em estado de gestação, durante 90 dias. Além disso, distribuir 300 flores de luz. Para cumprir com essa orientação, passei a frequentar a maternidade à procura das mulheres grávidas. Cumpri sem dificuldades e tive os seguintes resultados:

  • Quando eu menos esperava, apareceu um senhor que decidiu casar comigo e que é o meu actual esposo. Muito bonito e respeitoso;
  • Tive o meu primeiro filho lindo com ele, coisa que não aconteceu no primeiro relacionamento que havia durado 14 anos.
  • O meu esposo era funcionário da UGP, depois de algum tempo foi desmobilização e agora ingressou no Ministério do Interior. Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama, goza a paz desejada.

Com estas experiências, aprendi que Meishu-Sama é o Messias esperado pela humanidade.

Aprendi também, que há o mal que vem para o bem, se aceitarmos com sinceridade a purificação, como bênção de Deus.

O meu compromisso é de me debruçar na dor e no sofrimento das outras pessoas, levando as três colunas da salvação.

Agradeço eternamente ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados pela permissão de trilhar este maravilhoso caminho da salvação que definirá o futuro da humanidade. Agradeço também ao meu ex-marido, porque foi ele que me treinou para ser mulher.

Aos Ministros, responsáveis, missionários e membros pelo apoio incansável no cumprimento da missão, bem como à irmã, Zumba, que serviu de guia para o meu encaminhamento, meus sinceros agradecimentos!

A todos que ouviram o meu relato de fé, o meu muito obrigada!

109 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário