Eulália do Sacramento Luís Torres – NJ Novo Mulundo – Luanda – Angola

O meu nome é Eulália do Sacramento Luís Torres, tenho 42 anos de idade, sou membro e dedico como encarregada da sociedade de senhoras da região norte e também como encarregada do grupo Lua da unidade religiosa acima citada.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola em Fevereiro de 2016, por intermédio do meu irmão Gabriel de Sousa, membro da nossa Igreja.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram as doença da minha filha, conflitos conjugais, incêndio, invasão da minha casa pelos meliantes, perseguição pelos vizinhos devido os pequenos bens materiais que tenho.

Casei-me pela primeira vez na Igreja Católica em São Tomé e Príncipe, na qual também fui catequista mas, o meu relacionamento estava sempre num ambiente desagradável porque havia muita briga dentro de casa e o mesmo batia-me muito. Mesmo com tanto sofrimento, aguentei por causa da fé. Este sofrimento durou dez anos!

A minha irmã, comovida com a minha situação, decidiu trazer-me para Angola a fim de darmos um passeio, para esfriar um pouco a minha cabeça. Já em Angola, tempos depois, comecei a trabalhar numa empresa de construção civil em Luanda. Foi onde conheci um engenheiro de construção civil, que falou-me da Igreja Messiânica e ministrava-me Johrei todos os dias.

Como era uma crente fervorosa da Igreja católica, não aceitava o seu convite. Eu  estava separada do meu primeiro esposo e  posta cá, arranjei um novo companheiro. Vivíamos, na Samba, numa casa de aluguel e posteriormente compramos um terreno no bairro da Caop-Prédio, onde construímos uma residência muito grande. A casa possuía um primeiro andar, motivo este que chamou atenção dos moradores do bairro e os mesmos diziam que éramos ricos.

No dia 20 de Janeiro de 2015, fui assaltada pelos meliantes dentro de casa. Eles levaram todo dinheiro que possuía mas, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama, não houveram danos corporais. No mesmo ano, tive três incêndios espontâneos em casa, tendo causado muitos danos materiais.

Em Abril do mesmo ano, os clientes fomentaram um conflito entre eles em frente à minha cantina. Os familiares dos mesmos quando chegaram, invadiram a minha casa pensando que o conflito começou lá. Meu tio foi ferido, razão pela qual paramos na polícia porque eles ameaçaram-nos de morte.

Em Junho do mesmo ano, voltei a ter dois incêndios originados pelo gerador que estava a trabalhar e de seguida pegou fogo. A minha filha também adoeceu bastante. Os electro domésticos estragava. Assim sendo, gastava sempre dinheiro para repor o que estragava em casa. Todos clientes que me deviam não pagavam, sempre que lhes cobrava diziam: ” Achas que este dinheiro é que te vai deixar pobre?”

Foi neste quadro de sofrimento, que o meu irmão encaminhou-me à Igreja Messiânica, onde fui recebida pelo plantonista que após ouvir atentamente o meu relato, orientou-me as Práticas Básicas da Fé Messiânica.

Cumpri com as orientações com muitas dificuldades, porque na altura, me encontrava em estado de gestação e com problemas de saúde. Acrescentado ao fato de também carregar comigo muitas dúvidas sobre a igreja e suas orientações.

Mas, mesmo assim, fui esforçando-me em cumpri-las. Com isto, fui notando que a cada etapa que cumpria, os problemas que carregava iam diminuindo. Com apenas 2 meses de dedicação, vivenciei grandes mudanças em minha vida, o que me motivou bastante para continuar a frequentar a igreja. Deste modo, tomei assim a decisão de me tornar membro no dia 8 de Julho de 2017, para melhor servir na Obra Divina.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a importância de materializarmos o donativo da construção do futuro Solo Sagrado de África.

 Confesso que como qualquer um outro, depois de ter-me tornado membro, vivo muita coisa boa e também coisas ruins. Mas, o que ocorreu foi o seguinte: no mês de maio do ano em curso, o meu tio que vive sob a minha responsabilidade, teve uma recaída.

Assim, comuniquei de imediato ao missionário que cuida da nossa área. Ele orientou-me a materializar um donativo especial com o objectivo de ligar as nossas linhagens com a construção do futuro Solo Sagrado de África e assim o fiz.

Depois da materialização do donativo, o tio normalizou. Entretanto, o missionário organizou uma equipa de membros que passaram a participar dos cultos online em sintonia com a sede Central e ministravam Johrei diariamente em meu lar. A purificação dentro de casa acelerou bastante e o meu tio teve que ir parar no hospital por falta de sangue.  Ele foi diagnosticado com princípio de tuberculose, por isso foi internado, permanecendo nos cuidados intensivos durante duas semanas.

Por causa dessa situação, fui orientada a fazer plantão e limpeza diária da nave, dedicar no banheiro do lar em nome dos ancestrais e antepassados das linhagens e materializar um outro donativo especial para agradecer pela purificação. Comecei a cumprir com o plantão da nave e materializei a gratidão , baseado na orientação recebida do meu superior.

Para nossa surpresa, depois da materialização do donativo, o meu tio recuperou satisfatoriamente e teve alta. Hoje, ele encontra-se bem de saúde, em casa de uma de suas filhas. Já faziam mais de 4 anos que a família, no geral, não o visitava.

Por outro lado, um grupo de membros que faziam assistência em meu lar, tiveram a permissão de realizar uma campanha de limpeza na casa e nos  arredores! Além disso, fizeram distribuição de flores, vivências de ikebana e abertura de hortas na vizinhança. No total, distribuíram 367 flores de luz e abriram 5 hortas caseiras.

Com estas práticas, o meu negócio da cantina teve um lucro maior, o que me permitiu dar continuidade na construção da minha casa. A construção estava parada durante 3 anos, motivo pelo qual deixou o meu esposo, filhos e vizinhos, admirados. Questionaram, como é possível, nesta fase, a casa ficar tão bonita.

Admirada com o facto, materializei um donativo para agradecer a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados pelo milagre.

No dia 7 de junho de 2020, eu e a família tivemos a permissão de participar do Culto Mensal de gratidão. De noite, antes de dormir, reuni a família e juntos fizemos a marcha de Johrei com leitura dos ensinamentos de Meishu-Sama.

Pela madrugada, fomos surpreendidos pelos polícias em nossa casa. Disseram que tinham vindo à busca do meu segundo filho, alegando que ele era altamente perigoso. Não entendemos a razão de tal facto, e levaram o rapaz para a cadeia.

Preocupada, liguei para o meu orientador, que disse-me para materializar um donativo de gratidão e realizar uma  aula da vivência de Ikebana com toda família, mentalizando  os antepassados que se manifestavam naquela purificação. Para fazer isso, antes de me dirigir para a esquadra.

Depois de realizar a dedicação, algo misterioso aconteceu! Ao chegar na esquadra, encontrei um grupo de senhoras a fazerem confusão e não lhes deixavam entrar. Logo que cheguei no portão, o guarda disse-me:” Senhora, pode entrar porque o comandante esta à sua espera!” Espantada, entrei e encontrei todos que foram acusados e o suposto acusador, dentro da cela! Mas, meu filho estava do lado de fora, a conversar sorrindo com o comandante. Ao ver-me perguntou: -” A senhora que  é a mãe do rapaz?” Respondi-lhe que sim. Então, disse-me: “Leva o seu filho porque ele é inocente e peço-lhe perdão em nome dos meus funcionários pelos transtornos causados! Todos que estão na cela, vão pagar uma multa no valor de 10.000.00 kwanzas cada um, pelo acto de abuso!”

Como muita Gratidão, levei o meu filho para casa e materializei  mais um donativo de gratidão!

Aprendi que quem cumpre com as orientações, vai para o caminho da felicidade e sempre será abençoado pelo Messias Meishu-Sama!

Com permissão do Supremo Deus e do Messias Meishu-Sama, já encaminhei várias pessoas na fé e algumas delas despertaram para cumprir sua missão! Cuido de duas casas, sendo que uma de membro e outra de frequentador, com um total de 10 pessoas.

Já fui cadastrada, tenho horta caseira, tenho a imagem de Kannon. Faço os meus donativos correctamente e participo em todas as actividades da igreja.

O meu compromisso é de participar em todas as construções a nível da igreja e envolver as outras pessoas a peregrinar aos Solos Sagrados do Japão e do Brasil.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação, em especial ao meu irmão Gabriel de Souza, pela forma incansável como cuidou de mim.

Ao reverendo, aos ministros, responsáveis, membros e frequentadores, em especial ao meu responsável que me tem cuidado com paciência, a todos, a minha eterna gratidão!

 

106 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário