O Ser Humano é um Poço De Saúde

Desde a antiguidade, costuma-se dizer que “o ser humano é um poço de doenças”, mas esta ideia está completamente errada. Corrigindo-a, diremos que o ser humano é um poço de saúde, porque, como já expliquei antes, originalmente ele foi criado como um ser saudável. Entretanto, a doença se mostra uma companheira inseparável. Por não conseguir solucioná-la, o ser humano, sem alternativas, acabou se conformando como se isso fosse uma sina. Com efeito, uma vez acometido pela doença, a cura torna-se difícil. Às vezes, ele adoece por um longo período ou, então, com frequência; há mesmo quem passe mais tempo doente do que saudável. Justifica-se, pois, dizer que o ser humano é um poço de doenças; aliás, a expressão deve ter surgido devido ao prolongamento de tal situação. A razão disso é porque a origem da doença ainda era desconhecida, sendo até compreensível a ideia de que era impossível escapar da doença e do destino da morte. Foi por essa razão que Buda Sakyamuni falou sobre a resignação diante do sofrimento do nascimento, da doença, da velhice e da morte.

Actualmente, ouve-se falar sobre medicina preventiva, mas só consigo imaginar que isso seja fruto do desespero, pois, uma vez que a doença se instala, a medicina não consegue curá-la com facilidade. Isto porque, se o poder de cura da medicina fosse absoluto, nem haveria necessidade de pensar em uma medicina preventiva. Voltando ao assunto, gostaria de explicar quais são as ações contrárias à natureza que dão origem à doença. Quando adoece, a pessoa utiliza os medicamentos como se fossem o único recurso, e esse é o primeiro erro.

Na medicina chinesa, os medicamentos são extraídos das ervas, raízes, caules e cascas das plantas. Quanto à medicina ocidental, esta busca seus produtos nos minerais, nos vegetais etc. Tudo isso é fundamentalmente contrário à natureza. Pensem bem: os medicamentos caracterizam-se por apresentar sabor amargo, odor desagradável, acidez etc. o que, invariavelmente, nos causa aversão. A conhecida expressão “tirar da boca o gosto de remédio” ilustra bem o fato. Por que é tão desagradável ingerir medicamentos? A resposta é a seguinte: Deus está mostrando que não se devem ingeri-los, porque são tóxicos. O ópio utilizado para anestesiar e aliviar dores é extraído da papoula.

Originariamente, Deus criou essa flor para alegrar os olhos do ser humano e jamais com o objetivo de que fosse introduzida em seu corpo. Um dos medicamentos que ultimamente está em evidência é a penicilina. Dizem que sua matéria-prima é um (84)musgo , que também não foi criado para ingestão humana. Sua finalidade é proporcionar beleza às pedras e ao solo. Seguindo essa lógica, todos os alimentos foram criados para agradar ao paladar do homem; desta forma, ingeri-los está de acordo com a natureza.

Costuma-se dizer que determinados alimentos são mais nutritivos e que outros não o são, mas isso também, evidentemente, é um erro. Apesar de existir alguma diferença devido ao solo e ao clima da região, os alimentos ali produzidos são adequados às pessoas aí nascidas. Por essa razão, os orientais alimentam-se de arroz, e os ocidentais, de trigo. Da mesma forma, como o Japão é um país insular, significa que sua população deve comer peixe em abundância, não havendo nenhuma inconveniência que as pessoas do continente comam carne. Pelo mesmo raciocínio, a alimentação vegetariana dos agricultores está de acordo com a natureza. Isso porque essa é a alimentação adequada para suportar o trabalho físico contínuo. Desconhecendo esse princípio, a dietética (85), actualmente, tem recomendado que os agricultores comam carne e peixe; entretanto, se eles assim o fizerem, sua capacidade de trabalho diminuirá. Já no caso dos pescadores, devido às refeições à base de peixe, não suportam o trabalho contínuo e, por essa razão, trabalham de maneira intermitente. Já que essa alimentação aguça os sentidos, é apropriada para a atividade da pesca, donde se conclui que a natureza é realmente perfeita.

20 de abril de 1950

Alicerce do Paraíso” Vol.3, pág.86

 

(83) Título anterior: “O homem é um poço de saúde”.
(84) Musgo: na verdade, a matéria-prima da penicilina é um fungo, mas mantivemos o texto tal qual o original escrito por Meishu-Sama.

(85) Dietética: ramo da medicina que se ocupa dos diversos tipos de dieta e sua aplicação.

259 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Ensinamento | Estudo Diário