Regina António – JC Sumbe/Angola

Chamo-me Regina António, Conheci a Igreja Messiânica em 2005 por intermédio de um membro da igreja. Dedico como encarregada do grupo coral do núcleo do Johrei da pedra 1.

A experiência de fé que partilho com os senhores, está relacionada com a prática de fazer correctamente o dízimo e donativo de construção, a limpeza profunda em casa e a convicção de montar a horta caseira.

Em 2015, comecei a trabalhar como empregada doméstica e a ganhar 15.000 kwanzas. Esse valor não chegava para assumir todas as despesas de casa, então fui fazendo o dízimo e não fazia mais o donativo de construção. Nada melhorava na minha vida. Era só viver na base de dívidas e sempre a depender de alguns familiares que nos ajudavam, pois vivíamos em casa de renda. Nossa vida era muito difícil! Busquei orientação com o meu superior e orientou-me a fazer um desafio de fazer correctamente o donativo mensal (dízimo) e o donativo de construção.

 Comecei com o desafio e em vez de fazer 10% de dízimo, passei a fazer 12%. Em relação ao de construção, comecei a fazer o equivalente a metade do valor do dízimo. No mês seguinte, o salário subiu para 20.000 kwanzas, no outro mês, subiu para 25.000,00. No mês seguinte subiu para 35.000, até que cheguei a ganhar 55.000 kwanzas. Hoje, ganhei convicção e continuo com o desafio. Já não consigo ficar um mês sem fazer o dízimo e o donativo de construção. Com essa prática, conseguimos nos livrar da casa de renda, tendo a nossa casa própria. Atualmente, já não passamos mais necessidades. Conseguimos fazer três refeições por dia. Antes, só conseguíamos almoçar!

Com relação à limpeza profunda nas casas e convicção de hortas caseiras.

 Apercebi-me que a responsável do Johrei Center, junto com sua equipa estavam a fazer campanha de limpeza nas casas dos fiéis e decidi fazer parte destas actividades.

No dia que se fez a limpeza profunda na minha casa, à noite sonhei com meu pai, que não conheci. Ele me deixou com três meses no ventre da minha mãe e sou a primeira e única filha dele. Só me falavam que o meu pai foi raptado durante a guerra e nunca mais souberam nada dele. Depois desta dedicação, sonhei com meu pai me mostrando como foi a sua morte. Disse: ” Fui enterrado vivo num buraco e nunca conseguia ver nem os raios luminosos.

Hoje, através deste trabalho que realizaram na sua casa, o tampão que me escondia foi destruído e estou conseguindo ver a luz! Muito obrigado minha filha! Continua neste caminho, fazendo este trabalho!”. Minha tia, que também se encontra no mundo espiritual, agradeceu muito pelo trabalho feito em minha casa dizendo que gerou luz para ela e conseguiu sair do sofrimento que se encontrava!

Com essas experiências, aprendi que o donativo mensal (dízimo) e o de construção, constituem a base para nos tornarmos prósperos! A limpeza e a vivência da flor clareiam o mundo espiritual e a horta caseira libertam os nossos antepassados presos no inferno!

O meu compromisso é aprofundar cada vez mais nas práticas básicas, participar na construção do Solo sagrado de África, encaminhar outras pessoas e fazer correctamente o donativo de gratidão!

Agradeço ao supremo Deus e ao Messias Meishu-sama pela permissão concedida de conhecer este maravilhoso caminho da salvação!

Muito obrigada!

119 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário