Afonso Joaquim – JC Cafunfo/Lunda Norte/Angola

Chamo-me Afonso Joaquim e sou freqüentador.

Conheci a Igreja Messiânica por intermédio de uma membro da igreja. Os motivos que me levaram a conhecer está religião foram: doenças, conflitos familiares, impotência sexual e não conseguia controlar a urina desde os 14 aos 50 anos.

Quando completei os meus 25 anos de idade, ingressei na segurança mineira do estado. Com esse emprego, consegui organizar a minha vida e arranjei uma mulher com quem vivia maritalmente.

Passando alguns dias, ela notou que eu não conseguia controlar a urina e começou a mudar o seu comportamento, passou a me criticar e a julgar. Foi um momento muito difícil. Mesmo no meio desta situação, conseguimos ter 2 filhos. Porém, a dada altura, sem se importar que já tínhamos filhos, ela achou melhor ir embora e nos separamos.

Os vizinhos e amigos, colegas tomaram conhecimento desse episódio e passei a ser discriminado fortemente por eles. Tudo isso foi demais para mim que não resistindo, abandonei o emprego. Recebi vários apelidos e a minha família achou que fosse melhor eu voltar para a minha terra natal.

Em busca de melhorias, procurei por hospitais e casas de tratamento tradicional. Mesmo assim não obtive resultados desejados. Desesperado da minha vida e sentindo-me encurralado num beco sem saída, foi assim que apareceu a irmã que incentivou a procurar a Igreja Messiânica e contou os milagres. Não vacilei e fui à igreja onde fui recebido pelo plantonista que me orientou as práticas básicas da fé messiânica.

Três semanas depois de começar a dedicar, tive a permissão de ser entrevistado por um missionário e depois comecei a ser assistido por ele. Comecei a receber Johrei de forma intensiva e graças a Deus, a notar melhorias. Passei a ter controlo da urina e a ter melhor disposição também.

Mas as dores de barriga persistiam, a barriga estava cada vez mais empanturrada. Assim, fui orientado a dedicar no pólo de agricultura natural e alimentar-me de produtos naturais.

Depois de começar a consumir os produtos vindos do pólo agrícola, permaneci três dias com cólicas. Posteriormente, tive diarreia e pude eliminar a sujeira que me empanturrava a barriga. Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama, a partir daquela data a minha saúde começou a melhorar significativamente.

A experiência de fé que passo a relatar aos senhores está relacionada com a força do Johrei  e das práticas básicas.

Devo realçar que, desde a minha primeira esposa ter me abandonado por causa da doença que tinha, não consegui me relacionar com mais ninguém durante 18 anos. Era sempre rejeitado.

Ultimamente apareceu-me uma senhora. Pensei em conquistá-la mas, fiquei com receio de que fosse ser rejeitado outra vez. Por outro lado, surgiu vontade de tentar. Mas, antes de conversar com ela, procurei fazer a oração.

Felizmente tudo correu bem. Graças a Deus, milagrosamente o meu irmão decidiu apoiar-me financeiramente a fim de cumprir com os deveres.

Mesmo assim, para cumprir com tudo, tive muitas dificuldades, desde conflitos com a senhora, até provas difíceis que tinha de cumprir para poder ficar com a minha esposa. Porém, em todos os momentos, coloquei Deus em primeiro lugar. Sempre fazia a oração antes de começar ou participar de cada encontro. Isto foi de grande ajuda pois, no final eu fui aceite por ela e pela sua família e consegui que ficássemos juntos. Isso colocou um fim aos 18 anos de vida solteira que vivi.

Com esta experiência de fé, aprendi que quando entregamos os nossos problemas nas mãos de Deus e do Messias Meishu-Sama, somos agraciados com bênçãos fora do comum. Aprendi também que o coração agradecido realmente se comunica com Deus e nos proporciona uma vida feliz!

Tive a permissão de encaminhar a minha esposa para a igreja. Estamos a freqüentar juntos e a nos preparar para a próxima outorga!

O meu compromisso é de ser outorgado para melhor servir na Obra Divina , bem como participar na construção do solo sagrado de África!

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados pela permissão     de conhecer este maravilhoso caminho da salvação! Faço o dízimo, donativo da construção e tenho a horta caseira.

A todos que partilharam o meu relato fé, muito obrigado!

94 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário