Elizeth Roberto – NJ Bocoio – Angola

Chamo-me ELIZETH NANGUENGUE CLAVER ROBERTO de 12 anos de idade, sou frequentadora e dedico como auxiliar da Locução. Conheci a igreja Messiânica por intermédio da minha mãe, membro e dedicante desta igreja a quem tenho muita gratidão.

Os motivos que estiveram na base do meu encaminhamento foram a morte do meu pai e o conflito no seio familiar.

No início quando comecei a frequentar a igreja o responsável da unidade atendeu-me e na oportunidade eu abri o meu coração. Disse para Ele que não acreditava no Johrei, nem em Meishu-Sama, pois em Luanda onde eu fiquei por um curto período de tempo diziam-me que era uma igreja de demônios e que salvador, só existia Jesus Cristo.

Após ter voltado de Luanda mesmo sem entender, passei a acompanhar a minha mãe à igreja, mas não gostava de receber Johrei, nem de ler os ensinamentos, até que um certo dia comecei a purificar intensamente com febres altas, dor no peito e perda de respiração, chegando mesmo a ter vários desmaios. Durante este período tive assistência religiosa com Johrei e Leitura de Ensinamento.

Naquele momento, o meu pai que já encontra no mundo espiritual incorporou em mim pedindo salvação. Comunicamos ao orientador e este por sua vez pediu que intensificasse o Johrei e a materializar um donativo de construção do Templo Messiânico em nome do meu pai. Após cumprir a orientação melhorei completamente e assim ganhei compreensão sobre o Johrei, sobre a gratidão e a Leitura dos Ensinamentos.

A experiência de fé que passo a relatar aos irmãos está relacionada com a oração e a dedicação.

Após ter ganho compreensão sobre o Johrei e a leitura dos Ensinamentos, passei a empenhar-me na dedicação fazendo a programação dos cultos e a dedicar na estatística, comecei a participar nas orações em casa com a família as 21h.

Certo dia, a minha mãe pediu-me para dirigir a oração, das 21hora. Eu não queria. Então a minha mãe insistiu e lá fui fazer a oração com meu tio e meu irmão.

De noite enquanto dormia tive um sonho em que os meus antepassados vieram e me levaram para Luanda junto com o meu irmão para ir ver a minha irmã mais velha. Naquele período, ela tinha sido operada a um mioma no útero e quando recebi o comunicado fiquei preocupada com ela.

Então os meus antepassados me levaram até ela. Lá a minha irmã deu-me um abraço e disse que estava bem, e que já estavam a cuidar dela faltando apenas a ferida cicatrizar. Despediu-se de mim com um beijo.

No regresso andamos de canoa. Postos na Kanjala, paramos para compraram pão para mim e para o meu irmão. Começamos a comer e eu perguntei para os antepassados se eles também não iriam comer; eles responderam que já estavam satisfeitos com a oração que eu tinha feito. Foi quando despertei.

Essa experiência fez-me ganhar compreensão sobre as orações e quando a minha mãe orienta a fazer oração já não reclamo e faço com o sentimento de gratidão.

Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama, a minha irmã melhorou e graças a Deus tem me apoiado moral e financeiramente.

Eu que era muito rebelde, desobediente e várias vezes brigava até mesmo com os adultos, com recebimento de Johrei o meu comportamento melhorou.

Já faço os deveres de casa e várias vezes que a minha mãe peregrina sou eu que fica encarregue da casa, a cuidar do meu irmão e do meu tio que sofre de perturbação mental, assim cuido da alimentação dele e tenho ido a lavra com frequência.

Como gratidão pelos milagres que vivenciei, abri mão da minha mesada e passei a materializar o meu donativo de outorga. Graças a Deus hoje sou candidata confirmada a próxima outorga, temos a horta caseira e faço o meu donativo de gratidão diária.

O meu compromisso é tornar-me membro para melhor cumprir a minha missão, tornando-me útil a Deus e no servir à sua obra, ministrar Johrei aos sofredores e fazer muitas hortas caseiras, junto com os meus antepassados.

Agradeço a Deus ao Messias Meishu-Sama pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação, e a minha mãe que cuida pacientemente de mim, a minha eterna gratidão.

Muito obrigada!

94 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário