Isabel Caindi – NJ Victória é Certa – Luanda

Chamo-me Isabel Tomás Caindi.

A experiência de fé que tenho a relatar para os Senhores está relacionada com o afastamento da dedicação.

Quando a igreja começou com as purificações, que culminou na separação e divisão, não consegui agradecer, lamuriei, criando em mim um sentimento negativo, fiquei profundamente desmoralizada, sem forças para dedicar, e por isso tomei a decisão de não mais ir à igreja.

Mesmo assim os irmãos iam visitar-me. Apesar disso, deixei mesmo de dedicava, parei de fazer os donativos e as purificações começaram a acelerar.

O Pai do meu filho deixou de dar a mezada, e quando ligava para ele, e este respondia de forma arrogante e não dava nada. Assim, a fome entrou em casa ao ponto de começar a pedir comida aos meus sobrinhos.

Assim me perguntei: “Como messiânica estou a sofrer assim, até ao ponto de mendigar comida!!! Devo tomar a decisão de voltar a dedicar como antes!”.

Fui para a unidade e participei das actividades e no dia seguinte deparei-me com a minha vizinha que estava a purificar com muitas dores nas pernas, o joelho não movia, e sentia muita dor de barriga também. Pedi para ela ir a minha casa receber Johrei. Lá apareceu e ministrei-lhe Johrei. Minutos depois ela ligou para a sua cunhada vir até a minha casa a fim de receber também.

Esta senhora, sentia o corpo quente e tinha que andar com água fresca para se refrescar. Enquanto ministrava Johrei, comecei a lembrar de tudo que passei e como Meishu Sama me tirou desse sofrimento, e relatei para elas as minhas experiências de fé.

No dia seguinte, a minha vizinha, as suas cunhadas apareceram em minha casa e novamente acendeu o sentimento de gratidão, pois há algum tempo que já não recebia pessoas em casa, e nem sequer visitas de vizinhas para receberem Johre.

No dia seguinte as levei para a Igreja, onde foram recebidas pelo plantonista e orientadas a praticarem as práticas básicas da nossa Igreja. Elas estão a cumprir, por isso os problemas de cada uma delas está a melhorar muito. Têm manifestado gratidão. A senhora que sentia as dores no joelho, está a andar bem, e a outra já não anda com a água para arrefecer o corpo. Todas voltaram as para às actividades normais.

Estão a frequentar a igreja e fazem os donativos, e elas estão muito atentas tendo sempre perguntas a fazer.

Com a decisão que tomei de voltar as dedicações com fervor, tive a permissão de 3 casas novas com 7 pessoas que ja estão a dedicar e 4 deles estão a vivenciar grandes mudanças nas suas vidas.

No mês de Março recebi o telefonema do pai do meu filho, dizendo: “Mamã na tua conta caiu uma quantia a mais”. Quando verifiquei, na minha conta tinha todo o seu salário, mas ele pediu que tirasse somente a mesada da criança, e o restante transferisse para ele. Assim o fiz! E ele prometeu também que passará a fazer regulamente o pagamento da mesada da criança.

Por outra, no dia 9 de Maio participei no culto mensal de gratidão da região, onde tive o privilégio de levar pela primeira vez uma convidada à Sede central, e como ja havia facturado os pães, orientei as crianças para venderem. Quando regressei a casa os pães todos foram vendidos. Agradeci e fui facturar novamente, e tenho estado a facturar com sucesso.

Aprendi que quando nos preocupamos com a dor das outras pessoas, Meishu-Sama nos tira do sofrimento. O Johrei é a energia espiritual que purifica o espírito e consequentemente o corpo, e há a necessidade de agradecermos e entregarmos tudo na mão do supremo Deus sempre, sem esquecer de orar constantemente nestes momentos de muitas purificações.

O meu compromisso é continuar a aprofundar nas directrizes do momento da nossa Igreja.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu Sama e aos meus Antepassados a permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação.

Muito obrigada!

93 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário