Venâncio João – NJ Aricanga Amboím – CA Sumbe – Kwanza Sul

Chamo-me Venâncio João, sou frequentador e dedico no grupo terra da unidade.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Angola em Janeiro de 2020, por intermédio de uma missionária.

Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja, foram: conflitos familiares, tumor no calcanhar, paludismo, diarreia e vômitos.

Tive um tumor que começou a manifestar-se em 2006 e em 2008, rebentou sangrando bastante. Para resolver o problema, fui ao Hospital Regional do Amboim fazer análises e consultas, onde me foi passado uma receita com o objetivo de, após terminar a medicação, ser operado para retirada do referido tumor.

Quando lá voltei, não foi possível fazer a operação, pois alegavam não ser possível fazer ali, mas, em um outro com melhores condições. Como não tinha recursos financeiros, permaneci no Amboím muito aborrecido e desesperado.

O tempo foi passando, isto em 2012, a situação foi-se agravando, já não conseguia calçar sapatos, devido à inflamação e dores que sentia. Sem recursos financeiros e falta de apoio familiar, fiquei de braços atados esperando simplesmente o pior acontecer. Ficando sem saber o que fazer, para desanuviar o sofrimento, passei a beber demasiado. Dessa forma, em Outubro de 2019, a situação agravou-se, fiquei muito debilitado, a ponto de não reconhecer as pessoas e parecia que tinha sangue nos olhos. Naquela altura, tudo ficou na responsabilidade da minha esposa. Para piorar ainda mais a situação, fomos assaltados e os gatunos levaram tudo o que tínhamos de valor, passando a depender dos meus sogros.

A certa altura, tentamos uma clínica privada para retirada do tumor mas, por falta de dinheiro para cobertura do valor pedido, em convénio com um dos técnicos de saúde da clínica, fez-nos descontos, mas na condição de, a operação ser feita em minha própria casa, para o dono da clínica não se aperceber.

Em casa, sem condições para tal trabalho, o técnico orientou-me para colocar a perna com o tumor numa banheira com água. Sem anestesia, isto é a sangue frio, cortou à volta do tumor e amarrou com um fio de náilon. Sem passar nenhuma medicação, apenas dizendo que depois de cinco dias o tumor sairia, foi-se embora, sem nunca mais voltar para saber do meu estado de saúde. Alguns dias depois, como não aguentava de dores, pedi ao meu irmão para cortar a parte do tumor que tinha ficado, o que aumentou ainda mais as dores vertendo muito sangue. De realçar que, 6 horas depois de meu irmão ter cortado o tumor, cresceu um outro com maior dimensão.

Foi neste quadro de sofrimento que conheci a Igreja Messiânica, no dia 16 de Janeiro de 2020. Após ter recebido palavras de encorajamento e sobre os benefícios do Johrei pela pessoa que me encaminhou, fui até à Igreja, onde recebi as devidas orientações.

É com muita emoção que falo disto:  no primeiro dia de recebimento de Johrei, à meia-noite, vi Meishu-Sama a mover os seus braços para retirar o tumor. Ao questionar o responsável sobre o significado dessa visão, confirmou-me que era mesmo o Messias a criar condições para que o tumor fosse removido.

À medida que cumpria as orientações, fui-me sentindo melhor e um mês depois, era uma outra pessoa. Após três meses, tudo o que me afligia e que durou 14 anos, foi ultrapassado. Hoje uso calçados e faço grandes caminhadas sem nenhum problema. A visão melhorou e a fraqueza física sumiu, facto que deixou muito feliz a minha família e muita gente que me acompanhou nessa dura luta.

Hoje, não temos tido mais problemas difíceis de saúde, devido ao recebimento do Johrei e a participação ativa nas atividades programadas pela Igreja.

Refiro ainda que, antes de conhecer a Igreja Messiânica, vivia em casas de renda e entrava sempre em conflito com a esposa, porque o dinheiro desaparecia em casa, e eu pensava que ela tirava sem meu consentimento. Mas hoje, com a materialização correta dos donativos, já não desaparece dinheiro em nossa casa.

Com os milagres vivenciados, aprendi que Meishu-Sama é o messias esperado pela humanidade e que o Johrei é a medicina do século XXI.

O meu compromisso é de ser outorgado para poder servir como instrumento de Deus e Meishu-Sama na salvação do maior número possível de pessoas que sofrem. Já materializei o meu donativo e sou candidato à próxima outorga.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, por ter conhecido este caminho e pela vida salva!

Muito obrigado!

158 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário