“Aqueles que conseguem perceber o alvorecer….”

“Aqueles que conseguem perceber

o alvorecer da Era do Dia,

revelam possuir a verdadeira visão.”

O Juízo Final é uma expressão que foi enunciada Jesus Cristo[1], , que nada disse sobre quando e como o referido facto se manifestaria. Por essa razão, ainda hoje, tudo permanece envolto em meio a mistério. Evidentemente, sobretudo os cristãos, vêm, ao longo dos tempos, tentando desvendá-lo. Até o momento, porém, ninguém foi bem-sucedido. Somente a pessoa que possuir um nível igual ou superior ao de Jesus Cristo estará capacitada a fazê- lo.

Contudo, consegui esclarecer essa verdade. Assim sendo, creio que aquele que por ventura tomar conhecimento de tal facto, não deixará de arregalar os olhos de espanto. Isso é óbvio porque fui eu quem recebeu de Deus a importante missão que devo cumprir por ocasião do Juízo Final.

Se observamos somente a palavra “Juízo”, seu sentido se limita a “julgamento” e nos faz imaginar que Deus realizará o julgamento ou que Enma se manifestará. Todavia, não é isso de modo algum. Então, como ocorrerá? Falando resumidamente, será em forma de um grande processo purificador de âmbito mundial.

Venho ensinando que o Mundo Espiritual, que até agora se encontrava no mundo da noite, finalmente atingiu a transição para o mundo do dia. Sua real manifestação será o Juízo Final, que está diante dos nossos olhos. Como é do conhecimento de todos, no Mundo Espiritual, tendo como marco o dia 15 de junho de 1931, vem ocorrendo, gradativamente, a mudança para a Era do Dia e, no final, haverá a decisiva e grande acção purificadora. Evidentemente, ela se processará obedecendo à ordem dos três níveis: Mundo Divino, Mundo Espiritual e Mundo Material. No momento em que o dia alcançar o seu ápice, estará estabelecido o Mundo da Luz.

Recentemente, afirmei que, a começar do dia 15 de junho daquele ano, o Mundo Material, que é o último dos três níveis acima citados, finalmente dará o seu primeiro passo em direção ao derradeiro momento da transição para o mundo do dia. Devem estar cientes também que existe um plano e que, dentro de dez anos, contados a partir deste ano [1951], será concluído o alicerce do Paraíso Terrestre, ou seja, do Mundo de Luz.

Expus o assunto de forma geral, mas acredito que nossos fiéis já estejam cientes de que do alvorecer da Era do Dia até a sua efetiva realização, evidentemente, a mudança avançará a passos firmes. Isso porque, à medida que o Mundo Espiritual vai-se tornando dia, ao mesmo tempo em que as purificações se intensificam cada vez mais, o efeito do Johrei também será mais evidente e, a cada dia e a cada mês, a cura das doenças ocorrerá mais rapidamente. Entre outros aspectos, o número de milagres se tornará maior.

Se os fiéis compararem as curas obtidas há um ou dois anos com as da actualidade, creio que poderão comprová-lo claramente. Dessa forma, paralelamente à intensificação gradativa da purificação, a mudança da sociedade humana também se intensificará. Tudo será exposto à Luz.

Portanto, em conformidade com o princípio da correspondência, as pessoas com impurezas vão se debilitando gradativamente e as pessoas purificadas, prosperando. Assim sendo, de acordo com o grau de purificação do Mundo Espiritual, a adaptação se sucederá. Todavia, isso incorre em um sério problema, pois, quando chegar de facto a hora, por mais que o ser humano se esforce, não conseguirá resistir à força da Grande Natureza. A distinção entre o bem e o mal será bem nítida: o mal perecerá, e o bem sobreviverá.

Pelo motivo exposto, quanto mais as pessoas possuírem pecados e impurezas, não conseguirão suportar as purificações e não haverá alternativas, a não ser despedir-se deste mundo para sempre. Ao contrário, o bem conseguirá sobreviver sem dificuldade. Logo, não atingiremos tranquilidade enquanto não estivermos em condição de conseguir suportar qualquer tipo de purificação. Consequentemente, as pessoas que possuem pecados e impurezas em grande quantidade devem temer o Juízo Final.

Diversamente, aquelas que os possuem em pouca quantidade, o Juízo é motivo de gratidão. Isso porque, o que virá após o Juízo Final, será o Paraíso neste mundo, onde será possível desfrutar de uma vida de prazer e alegria. Nossa religião surgiu com o objetivo de criar o maior número possível de pessoas capazes de superar imunes o Juízo Final: esse é o grande amor de Deus e também a grande missão que Ele me atribuiu. Por ser o Johrei o único método para atingir o referido objetivo, ele não se limita a curar doenças, mas cria pessoas com qualificação para transpor o Juízo Final. Por- tanto, ao tomarem conhecimento de nossa atividade, creio que poderão reconhecer que nossa Igreja é realmente uma grande Arca de Noé de salvação do mundo. É exatamente por esse motivo que sua denominação é Igreja Messiânica. Pelo exposto, creio que puderam compreender, de forma geral, o significado do Juízo Final.

Jornal Eiko, no 110, “O que é o Juízo Final?”,

27 de junho de 1951

O Pão Nosso de Cada Dia pág. 50 (trechos)

[1] Refere-se ao “dia do juízo” citado por Jesus Cristo em Mateus 12:36-37 e também descrito em Mateus 25:31-33 (Bíblia de Estudo Almeida).

[2] Enma ou Enma Daio é a divindade que exerce a função de juiz no fórum do Mundo Espiritual. Princípio da correspondência: segundo Meishu-Sama, é o princípio de que os fatos e as coisas do Mundo Material têm correspondência com a situação espiritual dos envolvidos. Por exemplo, o local do corpo que está enfermo corresponde ao local do espírito que tem nuvens espirituais; o tipo de sofrimento que se está passando se refere ao tipo de pecado cometido. Pelos caracteres em japonês, esta expressão pode ser entendida, também, como Lei da Concordância. Ver Ensinamento “Compreenda a Vontade Divina.

98 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário