Maior que a alegria de ter grandes riquezas é…

 Maior que a alegria de ter grandes riquezas é

a felicidade de viver livre de doenças e infortúnios.

O exemplo mais compreensível é quando se ministra Johrei e, estranhamente, a recuperação não ocorre de forma satisfatória. Há várias situações possíveis: perspectiva errada, diferença na ordem, entre outras. Portanto, a ordem deve estar de acordo com a lógica. Isso é óbvio. No caso de um doente, se houver uma pessoa contra ou se o pensamento (Sonen) do enfermo for descabido, a recuperação não correrá a contento. E existe uma razão para isso. Enquanto o doente não tiver compreensão, ele pode duvidar, discordar, tentar somente a título de experiência, pois isso é permitido por Deus. Isso é óbvio. Entretanto, se, após ter ouvido orientações e experiências de forma considerável, ter lido os Escritos Divinos – e até mesmo ter ingressado na fé, ainda age com o pensamento (Sonen) não condizente com esses escritos, a cura se torna difícil, não correndo a contento. Em relação a isso, há uma lógica racional. É por esse motivo que, muitas vezes, a pessoa que duvida se restabelece rapidamente, e quem crê, custa a melhorar.

Colectânea de Ensinamentos, vol. 29, 5 de dezembro de 1953

O Pão Nosso de Cada Dia

87 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário