“… devemos nos empenhar ao máximo, fazendo a nossa parte…”

🙎🏿‍♀️ GERTRUDES PENEHAFO

NJ XANGONGO – CUNENE – REGIÃO NORTE SUL

🇦🇴 ANGOLA

Sou missionária e dedico como responsável do Núcleo de Johrei do Xangongo.

Conheci a igreja messiânica em 2009, por intermédio de um missionário da nossa Igreja. Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja, foram: doenças, mortes constantes na família e dificuldades financeiras.

Durante 12 anos, sofri com dores no baixo-ventre, situação que nada me deixava fazer e nem de me alimentar de todo o tipo de comida. Passava-se o tempo todo a procura de um culpado, um causador da minha situação infernal. Para solucionar esses problemas, andei por vários hospitais e casas de quimbandas, mas sem obter resultados satisfatórios. Foi quando uma irmã falou-me da Igreja e assim passei a frequentar. Ao cumprir com as orientações recebidas, tudo foi ultrapassado.

A experiência de fé que passo a relatar, está relacionada com a prática da distribuição de flores no local de serviço e na rua:

Fruto das orientações dos nossos superiores em participar na construção do paraíso por meio das flores, comecei a distribuir flores para o maior número de pessoas, no meu bairro até ao meu local de trabalho. Depois de um ano com essa prática, verifiquei que no meu bairro os conflitos diminuíram, assim como a delinquência; hoje, a maior parte dos delinquentes estão empregados, em que alguns constituíram família e têm participado das campanhas de limpeza e da plantação de flores.

No local de trabalho, no princípio não foi nada fácil, pensando muitas vezes em desistir, pois não havia meios devido às condições climáticas; alguns colegas davam-me força dizendo que se sentiam bem com a flor, pois que segundo eles, a carga pesada deles desaparecia com a presença da flor.

Nos meus sonhos, apareciam sempre a minha mãe e a minha irmã juntas, que  já se encontram no mundo espiritual,  acamadas no hospital e um  grupo de médicos e colegas, a virem ao meu encontro; quando eu despertasse, refletia sempre sobre o sonho, pedindo ao Messias para que me orientasse e me desse forças, para me utilizar através da minha profissão.

Ao voltar do culto do Paraíso realizado no corrente ano, algumas colegas fizeram arranjos de flores e colocaram em três enfermarias; fiquei feliz, sem palavras para agradecer.

Uma colega saiu da sua secção só para pedir oração e durante a ministração de Johrei, uma médica saiu do seu consultório e foi sentar-se ao meu lado para atender os seus pacientes. No final sentiu-se agradecida e ofereci-lhe a filosofia de Mokiti Okada; depois de quatro dias, veio pedir-me algumas plantas para o seu quintal, convidando-a a irmos visitar o nosso pólo agrícola do Péu-Péu;  duas colegas mostraram interesse na prática da vivência da flor e hoje o nosso trabalho corre satisfatoriamente.

Os meus colegas e não só, se empenham em fazer vivências, plantar árvores e rega; de igual modo, estão a pôr em prática nos seus lares e já recebemos o convite para visitarmos algumas hortas caseiras das minhas colegas com a prática da Agricultura Natural.

Aprendi que, devemos nos empenhar ao máximo, fazendo a nossa parte, deixando o resto nas mãos de Deus.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela oportunidade de conhecer este caminho da salvação.

Muito obrigada!

43 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário