“…. a pessoa ganha vida, se dá vida a outras pessoas…”

👧🏿 IBATA MIZERESSE

JC KINTELE – BRAZZAVILLE

🇨🇬 CONGO

Tornei-me membro em Maio do corrente ano.

Conheci a Igreja Messiânica, por intermédio de uma missionária que, comovida com o sofrimento da minha família, passou a ministrar-nos Johrei e de seguida encaminhou nos para a Igreja.

Naquela época, a minha filha que sofre de células falciformes, desde que nasceu, não nos dava tréguas. A nossa vida era levá-la para tratamentos médicos e a outros sítios. Durante 16 anos, achamos que esse sofrimento nunca iria acabar, gastando avultadas somas em dinheiro. Apesar de eu ser pastora de determinada igreja e meu marido também pastor regional, que cuidava de três províncias, rendemo-nos com os milagres do Johrei. Através deles, a vida da minha família mudou completamente e juntamente com os meus filhos, passamos a dedicar com afinco.

Depois de receber o Ohikari, integrei no Grupo Sol, fazendo plantão na nave e acompanhando problemas difíceis das pessoas, principalmente aquelas que se encontravam em estágio avançado de purificação. Com isso, a minha convicção no Johrei, aumentava cada vez mais.

Um mês depois, passei a purificar, inicialmente com febres altas, que depois evoluiu para dispneia (dificuldade em respirar). Levada para o hospital em estado de coma, os médicos não conseguiam diagnosticar a doença que me assolava. Pouco tempo depois, descobriram que, no meu nariz estava a crescer algo que parecia um naco de carne e que era uma operação muito difícil, sendo necessário ser evacuada para a Europa. A minha irmã que lá vive, começou a preparar a viagem. De vez em quando, eu ia à Igreja para receber e ministrar Johrei, sendo orientada a agradecer com donativo. Certo dia, o ministro ao ver-me, ministrou-me Johrei e ao ouvir-me, orientou que, pela gratidão a Meishu-Sama, eu devia continuar com a orientação de oferecer flores e procurar a felicidade das outras pessoas, pois que, a sorte não se espera de braços cruzados. Para que eu utilizasse a pouca força que Meishu-Sama me concedeu, fazendo bem aos outros, pois que há pessoas com problemas mais sérios. Recebi a orientação com gratidão e voltei a acompanhar pessoas, a distribuir flores e a ministrar Johrei. Depois de começar a praticar a orientação, no primeiro dia a purificação se intensificou, dessa vez acompanhada de hemorragia nasal. Agradeci com um donativo especial e continuei na prática da orientação, contrariando a vontade da minha família. No segundo dia da dedicação, tudo parecia estar bem, no fim recebi Johrei, materializei a minha gratidão e voltei para casa. Ao cair da noite, o sangramento recomeçou, continuando cerca de três horas; a família reunida a minha volta, toda preocupada, com telefonemas a circularem. Continuei com a auto ministração e, finalmente, do meu nariz saiu algo muito rijo com o formato de um rim.

Uma vez mais, vivi a grandiosidade de Meishu-Sama! Muito obrigada, muito obrigada, Messias Meishu-Sama!

No âmbito da busca da verdade alheia, dos cinco frequentadores que acompanho, tenho três candidatos que estou a preparar para a próxima outorga.

Na verdade, eles também ganharam força, através do milagre que aconteceu comigo e que eles tiveram a oportunidade de presenciar.

  1. Aprendi que, a pessoa ganha vida, se dá vida a outras pessoas. Também aprendi sobre a importância de praticar as orientações com obediência e a importância da auto ministração do Johrei.

Agradeço a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados, pela permissão de conhecer este caminho da salvação.

Muito obrigada!

88 Views

Partilhar amor

Procura mais alguma coisa?

Relacionados:

Experiência de fé do dia
Ensinamento do dia
Reminiscência do dia
Ensinamento | Estudo Diário